Tudo ou nada em Lisboa nas quartas da Liga dos Campeões

Prepare o seu coração para o 'Final Eight', torneio inédito que marca as finais do campeonato europeu

Por Fernando Valeika de Barros, especial para o Metro Jornal

Interrompida durante quase cinco meses por causa da pandemia de covid-19, a Liga dos Campeões terá uma fase final com uma fórmula inusitada. Em vez dos tradicionais mata-matas, com partidas em ida e volta nos estádios dos dois times, o campeonato será definido em um torneio curto, com os oito times disputando a taça, em Lisboa.

O "Final Eight" (os últimos oito, em tradução livre), como foi nomeado, será jogado entre os dias 12 e 23 de agosto, com partidas apenas nos estádios da Luz e José Alvalade, os dois maiores da capital portuguesa. Todos os jogos começarão às 16h, horário de Brasília.

Apesar de Portugal ter registrado taxas de contágio por covis-19 menores que em países como Itália, Espanha, Reino Unidos e França, os protocolos sanitários serão rígidos durante a competição. Todos os jogadores tiveram que passar por testes para a doença e isso já causou baixas – no Atlético de Madri, o argentino Correa e o croata Vrsaljko foram diagnosticados com a doença e nem viajaram com a delegação.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Troféu Liga dos Campeões - Champions League Final do campeonato será, finalmente, no dia 23 de agosto / Michael Regan/Getty Images

Também por medida de segurança, os jogos serão disputados com portões fechados, sem torcida. Se cada um deles terminar empatado haverá, sempre, uma prorrogação com dois tempos de 15 minutos para definir um vencedor. Persistindo a igualdade, desempate na cobrança de pênaltis. Literalmente, este ano será tudo ou nada.

Para haver mais equilíbrio, as quatro equipes que tinham se classificado em março para as quartas de final entrarão em campo antes. Assim, a estreia do "Final Eight" terá o Paris Saint-Germain, da França, encarando o Atalanta, da Itália, nesta quarta-feira (12).

Na quinta (13), será vez de Atlético de Madrid e Red Bull Leipzig, da Alemanha. Um dia depois, na sexta (14), jogarão Bayern de Munique e Barcelona. Por fim, no sábado (15), os ingleses do Manchester City, de Gabriel Jesus, encaram o Lyon, no qual outro brasileiro, Bruno Guimarães, começa a se destacar.

As semifinais serão no dia 18 e 19 e a grande final, no domingo, 23 de agosto. São grandes as chances de sair um campeão inédito em 2020. Barcelona e Bayern de Munique, que já levantaram por cinco vezes a “Orelhuda”, como a Copa dos Campeões é conhecida, se enfrentarão nas quartas. Para o Brasil, este ano, a transmissão dos jogos acontecerá por canais de TV por assinatura e pela internet. Confira os destaques de cada partida:


Atalanta x Paris Saint-Germain

12 de agosto, quarta-feira, 16 h, Estádio da Luz

Liga dos Campeões - Atalanta x PSG Alejandro Gomez (Atalanta): Alessandro Sabattini/Getty Images | Neymar (PSG): Lars Baron/Bongarts/Getty Images

Nunca o PSG precisou tanto de Neymar para realizar o sonho de conquistar a sua primeira Liga dos Campeões. Por causa do adiamento dos jogos finais, o artilheiro Cavani foi embora, além do belga Thomas Meunier e do novato Kouassi. Quer mais? Machucado, Mbappé é dúvida e Di Maria está suspenso para o jogo das quartas.

Único italiano ainda na luta pelo título europeu, o perigoso Atalanta treinado por Gian Piero Gasperini é sólido taticamente – gosta de controlar a bola e colocar os adversários sob pressão. Tudo passa pelo argentino Alejandro “Papú” Gómez, que dita o ritmo do time, como um maestro. Poderá fazer um estrago, considerando que os franceses só fizeram dois jogos desde março e estão sem ritmo de jogo. Olho também em Rafael Tolói, ex-São Paulo, que está jogando muito. Em compensação, o Atalanta terá os desfalques de Gollini, seu goleiro titular, e do atacante Ilic.

PSG (em 4-3-3):
Navas; Kurzawa, Thiago Silva, Kimpembe e Bakker; Marquinhos, Herrera e Gueye, Sarabia (Mbappé), Icardi e Neymar

Atalanta (em 3-4-3):
Sportiello; Rafael Tolói, Palomino e Djimsiti; Hateboer, De Roon, Freuler e Gosens; Goméz, Zapata e Pasalic


RB Leipzig x Atlético de Madrid

13 de agosto, quinta-feira, 16 h, Estádio José Alvalade

Liga dos Campeões - RB Leipzig x Atlético de Madrid Marcel Sabitzer (RB Leipzig): Alex Grimm/Bongarts/Getty Images | Alvaro Morata (Atlético de Madrid): Octavio Passos/Getty Images

O Atlético de Madrid levou um susto horas antes de embarcar para Portugal: o argentino Correa e o croata Vrsaljko foram diagnosticados com a covid-19. Para a sorte do técnico Diego Simeone, a ausência deles não causará maior dor de cabeça. O time conta com os gols de Diego Costa, João Félix e Alvaro Morata e com a muralha Jan Oblak para seguir para a semifinal.

Seus rivais do RB Leipzig terão um desfalque ainda mais sério para o “Final Eight” de Lisboa. Timo Werner, a estrela do time, foi embora para o Chelsea. Como nunca, o time do técnico Jules Nagelsman, de apenas 33 anos, precisará do talento do austríaco de Sabitzer. Atacante de origem, foi recuado nessa temporada e se deu muito bem na nova função. Se estiver em forma o Leipzig, que não tomou conhecimento do Tottenham nos dois jogos das oitavas-de-final, poderá derrubar mais um favorito.

Atlético de Madrid (em 4-3-1-2):
Oblack; Trippier, Savic, Felipe e Renan Lodi; Koke, Herrera, e Thomas; João Félix; Morata e Diego Costa

RB Leipzig (em 4-3-3):
Gulasci; Mukiele, Upamecano, Klosterman e Angelino; Olmo, laimer, Sabitzer e Nkunku; Schick e Poulsen


Barcelona x Bayern de Munique

14 de agosto, sexta-feira, 16 h, Estádio da Luz

Liga dos Campeões - Barcelona e Bayern de Munique Lionel Messi (Barcelona): David Ramos/Getty Images | Thomas Mueller (Bayern de Munique): Matthias Hangst/Getty Images

Se no futebol ter uma camisa vencedora faz diferença, o duelo entre Barcelona e Bayern de Munique tem tudo para definir a Liga dos Campeões em 2020. Juntos, os dois times têm cinco títulos europeus cada um. Por essa lógica, quem seguir adiante, será o favorito a levar o caneco.

As semelhanças entre os clubes, porém, acabam aí. Enquanto os alemães venceram tudo o que tinham para ganhar este ano, incluindo o Campeonato e a Copa da Alemanha, os catalães deixaram escapar o campeonato espanhol para o Real Madrid, e a Copa do Rei para o Valencia. Tudo bem, o Barça continua a ser um timaço, com Lionel Messi e Luis Suárez. Mesmo assim, o francês Griezmann ainda não jogou a bola que se espera dele e o time oscila muito.

Apesar de Messi poder fazer a diferença, o Bayern larga como favorito. O artilheiro Lewandowski está melhor do que nunca – mesmo sem contar com Robben e Ribéry nesta Liga dos Campeões, marcou 13 gols e deu quatro assistências. Ele está de olho no recorde de 17 gols alcançado por Cristiano Ronaldo, em 2013/14.

Barcelona (em 4-3-1-2):
Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet e Alba; De Jong, Rakitic e Roberto, Griezmann; Messi e Suárez

Bayern (em 3-4-3):
Neuer; Kimmich, Jérôme Boateng, Davies e Alaba; Thiago Alcântara e Goretzka, Gnabry, Thomas Müller e Coman; Robert Lewandowski


Manchester City x Lyon

14 de agosto, sexta-feira, 16 h, Estádio José de Alvalade

Liga dos Campeões - Manchester City x Lyon Gabriel Jesus (Manchester City): Laurence Griffiths/Getty Images) | Moussa Dembele (Lyon): Valerio Pennicino/Getty Images

No papel, o Manchester City é o grande favorito contra o Lyon. Os ingleses têm feito exibições memoráveis. Carimbaram a faixa de campeão inglês do Liverpool, com uma goleada por 4 a 0; eliminaram o Real Madrid, nas oitavas-de-final da Liga, com um show de De Bruyne e Gabriel Jesus. Machucado, o argentino Agüero pode voltar. No banco, o técnico Pep Guardiola dispensa comentários.

Além de ter uma equipe menos badalada, o Lyon só disputou dois jogos desde o retorno do futebol na Europa. Perdeu nos pênaltis a final da Copa da Liga Francesa para o PSG e foi derrotado pela Juventus de Turim, por 2 a 1. O gol fora de casa classificou os franceses para as quartas-de-final. Recém-chegado ao time, o brasileiro Bruno Guimarães, como patrão do meio-campo, e o holandês Depay podem fazer a diferença para o time do técnico Rudi Garcia, em um campeonato de tiro curto.

Manchester City (em 4-4-2):
Ederson; Walker,Fernandinho, Laporte e Mendy; Gündogan,Rodri e De Bruyne, Mahrez, Gabriel Jesus (Agüero) e Sterling

Lyon (em 3-5-2):
Lopes;Denayer, Marcelo e Marçal; Dubois, Caqueret, Bruno Guimarães, Aouar e Cornet, Depay e Dembèlé

Loading...
Revisa el siguiente artículo