Irving cria fundo para atletas da WNBA que decidirem não jogar por pandemia

Por Metro Jornal

Astro do Brooklyn Nets, Kyrie Irving quer oferecer uma espécie de fundo colaborativo de 1,5 milhão de dólares (cerca de R$ 7,7 milhões) para as atletas da WNBA que optarem por não jogar a temporada em decorrência da pandemia da covid-19.

Irving anunciou ontem o lançamento da KAI Empowerment Initiative, que vai financiar as atletas durante o período. O armador da NBA também vai custear um programa de educação financeira para as jogadoras. A ideia surgiu após conversas com Natasha Cloud, do Washington Mystics, e Jewell Loyd, do Seattle Storm, que decidiram não participar da temporada.

“Se uma pessoa optou por se concentrar na saúde ou se conectar com suas famílias, esta iniciativa pode apoiar suas decisões”, disse Irving, em comunicado.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo