Ronaldinho completa quatro meses preso no Paraguai

Por Metro Jornal

Ronaldinho Gaúcho e Roberto de Assis, irmão e empresário do ex-jogador, completaram na segunda (6) quatro meses de detenção em solo paraguaio. A dupla cumpre prisão domiciliar em um hotel de luxo na capital Assunção após entrar no país com passaportes supostamente falsificados, no começo de março.

Campeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002 e eleito melhor do mundo em 2004 e 2005, o astro de 40 anos segue participando de lives de grupos de pagode e duplas sertaneja, além de fazer postagens nas redes sociais – o acesso à internet é permitido pela legislação paraguaia.

O fato é que, apesar do tempo ir passando, as novidades do processo são praticamente nulas. Poucos dias depois de chegarem ao país, eles foram chamados pela Justiça para se explicarem por conta dos documentos. As investigações, segundo as autoridades locais,  indicam que eles poderiam estar envolvidos em um grande esquema ilegal de falsificação e que, por isso, a decisão é que o Bruxo deveria seguir preso no país para não atrapalhar as investigações. Que, até agora, parecem não ter avançado.

Loading...
Revisa el siguiente artículo