Dudu negocia com time do Qatar e pode deixar o Verdão nos próximos dias

Por Publimetro

O Palmeiras começou a semana na espera da provável proposta oficial do Al Duhail, do Catar, por Dudu. O time do Oriente Médio pretende oferecer € 13 milhões (cerca de R$ 80 milhões) para levar o principal jogador do time.

Dizem por aí que o combinado não sai caro. E, se a oferta aparecer realmente na mesa do Verdão, o camisa 7 deve se despedir do Palestra Itália. Isso porque, nas vezes que Dudu foi alvo do futebol turco e chinês, a diretoria conseguiu segurá-lo com um aumento salarial e a promessa de liberá-lo quando a proposta fosse o dobro do que o Verdão pagou pelo atacante em 2015: € 6 milhões.

Ou seja, a vontade do jogador será determinante para o acerto. E ela é de ir embora, algo que inclusive já foi comunicado à cúpula do clube. Os impasses contratuais, neste momento, são em relação ao salário de Dudu no Oriente Médio e à comissão dos empresários responsáveis pela ponte entre os dois clubes.

Desde 2015 no Palmeiras, o ídolo palmeirense tem 305 jogos e 70 gols marcados. Dudu foi protagonista das conquistas da Copa do Brasil em 2015 e dos campeonatos brasileiros em 2016 e 2018. Como o jogador já tem salário alto e o clube tenta conter despesas em meio a pandemia do coronavírus, uma nova proposta de aumento salarial não é uma hipótese.

Fora de campo, porém, a situação do atleta de 28 anos é delicada: ele é acusado de agressão pela ex-companheira Mallu Ohanna – eles ainda são formalmente casados mas não estão mais juntos. A modelo, inclusive, teria protocolado por meio de seus advogados um pedido para que o passaporte do jogador seja retido e ele não possa deixar o país. A informação é do Esporte Interativo.

O Al Duhail não está alheio a este imbróglio e já solicitou a tradução das recentes notícias sobre a acusação que tem Dudu como alvo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo