F1: Hamilton volta às pistas para testar protocolos

Por Metro com Bandsports

Sem sentar no cockpit de sua Mercedes desde fevereiro, Lewis Hamilton voltará às pistas esta semana. O hexacampeão da Fórmula 1 vai participar de treinos da equipe no circuito de Silverstone, na Inglaterra.

A escuderia informou que Hamilton vai pilotar amanhã  o seu carro Mercedes W09 2018, com o qual foi campeão, enquanto seu companheiro de time, Valtteri Bottas, vai à pista hoje ainda. O treino visa praticar os protocolos de saúde estabelecidos para a abertura da temporada da F-1, na Áustria, no dia 5 de julho.

Com quatro provas canceladas – Austrália, Mônaco, França e Holanda – por causa da pandemia do novo coronavírus, a Fórmula 1 divulgou na semana passada o seu calendário inicial com oito corridas divididas em dez semanas. Todas as provas serão disputadas sem a presença de público e em condições controladas em razão da covid-19. Entre as medidas estabelecidas está a limitação a 80 funcionários para cada equipe.

Assim como o circuito austríaco Red Bull Ring, Silverstone também irá receber duas provas consecutivas, nos dias 2 e 9 de agosto: a prova da Inglaterra e a corrida comemorativa do 70º aniversário da realização do primeiro GP do mundo.

A Mercedes voltou aos trabalhos apenas na semana passada, após uma longa paralisação da fábrica, como parte de medidas de redução de custos por causa da crise econômica em todo o mundo em razão da pandemia.

Apoio

Lewis Hamilton se tornou um dos porta-vozes dos manifestos contra o assassinato de George Floyd. De lá para cá, já insinuou que a Fórmula 1 era racista, questionou o silêncio e depois ganhou o apoio dos colegas. Ontem foi a vez de Ross Brawn, diretor da F-1, reforçar: “Apoiamos completamente os comentários de Hamilton. Nós queremos dar mais oportunidades às minorias no automobilismo. Não só como pilotos, mas como engenheiros e outras atividades.” 

Loading...
Revisa el siguiente artículo