Questão de RG! 11 jogadores da Seleção perdem idade olímpica com adiamento dos Jogos de Tóquio

Por Metro Jornal

Com a confirmação do adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio deste ano para 2021, ao todo 11 atletas da Seleção Brasileira de futebol ultrapassariam a idade máxima de 23 anos. Fifa estuda alterar o regulamento.
Jogos adiados eliminariam atletas de 23 anos
O adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021 vai trazer impactos diretos na formação da Seleção Brasileira masculina de futebol, que busca o seu segundo ouro na competição – o primeiro, então inédito, aconteceu nos Jogos do Rio de Janeiro em 2016. Isso porque o limite de idade, de acordo com o regra olímpica, é de 23 anos no ano de disputa. Assim, adiar o evento naturalmente faz com que diversos atletas fiquem fora do limite estabelecido. No feminino não há restrição de idade, mas a alteração também pode desfavorecer algumas veteranas do time, como a meio-campista Formiga, que já tem 42 anos e busca a sua sétima participação em Olimpíadas.

Lista de Jardine é atingida em cheio

Com a medida, automaticamente o técnico André Jardine perde 11 dos 23 jogadores chamados para a Seleção Olímpica no último dia 6 para dois amistosos, ambos desmarcados em virtude da pandemia de coronavírus. A convocação original teve os goleiros Cleiton (Bragantino), Lucas
Perri (São Paulo) e Phelipe (Grêmio); os laterais Emerson (Betis), Guga (Atlético-MG), Ayrton Lucas (Spartak) e Caio Henrique (Grêmio); os zagueiros Gabriel (Lille), Ibañez (Roma), Luiz Felipe (Lazio) e Lyanco (Torino); os meias Douglas Luiz (Aston Villa), Lucas Paquetá (Milan),
Matheus Henrique (Grêmio), Maycon (Shakhtar), Pedrinho (Corinthians), Reinier (Real Madrid) e Wendel (Sporting); e os atacantes Antony (São Paulo), Martinelli (Arsenal), Matheus Cunha (Hertha Berlin), Paulinho (Bayer Leverkusen) e Vinicius Junior (Real Madrid).

Destaques como Lucas Paquetá e Matheus Henrique ficam de fora

Entre os que 11 atletas que são prejudicados com a mudança dos Jogos estão Lucas Paquetá e Matheus Henrique, que até já foram lembrados por Tite para atuar no time principal. Além deles, Cleiton, Lucas Perri Gabriel, Luiz Felipe, Lyanco, Caio Henrique, Ayrton Lucas, Maicon e Wendel também já terão 24 anos em 2021. Na prática, se quiserem integrar o grupo, eles teriam que brigar pelas três vagas sem limite de idade que cada seleção tem direito. Outros dois jogadores
importantes que teriam idade olímpica se o torneio acontecesse este ano seriam o atacante Gabriel Jesus (Manchester City) e o meio-campista Bruno Guimarães (Lyon), figurinhas
carimbadas nas convocações de Tite. Ano que vem, porém, os dois também já seriam inelegíveis.
Fifa estuda mudar a regra
Os jogadores que perdem a idade olímpica em 2021 ainda não são cartas fora do baralho. Tudo porque, após o COI (Comitê Olímpico Internacional) e o governo do Japão anunciarem o adiamento dos Jogos, a Fifa revelou que vai estudar uma possível alteração no limite de idade dos atletas que vão disputar o torneio de futebol masculino especificamente nesta edição, permitindo atletas de até 24 anos. A medida teria como objetivo justamente não punir os jogadores por, digamos, fazerem aniversário. “A Fifa acredita firmemente que a saúde e o bem-estar de todas as pessoas envolvidas em atividades esportivas devem sempre ser a prioridade e, como tal, saudamos a decisão do COI. A Fifa trabalhará com as partes interessadas para tratar de todos os principais assuntos relacionados a este adiamento”, afirmou a entidade em nota.

Seria possível sonhar com uma das três vagas?
Se por algum motivo a Fifa não ampliar o limite, dificilmente uma das vagas vai acabar nas mãos dos atletas que perderam a idade permitida. Nos Jogos, cada seleção pode incluir três atletas de qualquer idade e, a menos que alguma coisa muito fora do comum aconteça – como um quinto
metatarso da vida –, um deles deve ser Neymar. Outro cara que dá para apostar é Alisson. É bem comum que o goleiro seja um dos escolhidos para garantir a tranquilidade ao time. Em 2016, por exemplo, na campanha do ouro, Weverton foi chamado, completando a trinca com Renato Augusto e o próprio Neymar. Para o posto restante, não seria nenhum espanto caso a opção fosse por mais um veterano do quilate de Thiago Silva, Casemiro ou até  mesmo Daniel Alves.

Loading...
Revisa el siguiente artículo