Jardine convoca Seleção olímpica; veja escalação

Por Estadão Conteúdo

Classificada aos Jogos de Tóquio-2020 com a segunda colocação no Pré-Olímpico realizado na Colômbia no início deste ano, a seleção brasileira olímpica inicia neste mês a sua preparação para defender a medalha de ouro conquistada no Rio-2016. Ainda sem rivais definidos para dois amistosos nos próximos dias 26 e 29, o técnico André Jardine convocou 23 jogadores nesta sexta-feira e os destaques são as presenças do atacante Vinicius Junior, do Real Madrid, e do meia Lucas Paquetá, do Milan.

O Brasil iria enfrentar a Coreia do Sul e o Egito em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, mas os amistosos foram cancelados por causa do coronavírus. A CBF, de acordo com Branco, coordenador das categorias de base, corre atrás de novos adversários. "Reitero que vamos dar notícia futura sobre os adversários. Motivo do cancelamento: coronavírus, que está afetando o mundo inteiro. Vamos trabalhar para ter os dois amistosos. Foi a federação local e o Ministério da Saúde (dos Emirados Árabes Unidos). Eles avisaram que não poderiam realizar os jogos", explicou.

A relação de jogadores apresentado nesta sexta-feira tem diversas mudanças em comparação ao grupo que se classificou aos Jogos Olímpicos. Além de Vinicius Junior e Lucas Paquetá, outros nomes importantes chamados foram os atacantes Reinier, do Real Madrid, e Gabriel Martinelli, do Arsenal. Este ainda pode jogar pela seleção da Itália, caso queira, já que a Olimpíada não é considerada uma competição oficial pela Fifa.

"Acho que o primeiro grande argumento é a vontade do jogador. Queremos sentir de cada um. Com Vinicius já conversei, ele expôs sua vontade de disputar as Olimpíadas. Ele já até conversou com o Real. Tecnicamente ele sempre teve nível. Mas no Pré-Olímpico a liberação seria complicada. Agora queremos acreditar que todos vamos conseguir êxito na liberação. A Olimpíada têm peso na carreira de cada um", comentou Jardine, em entrevista coletiva, sobre a negociação com os clubes europeus, que durante os Jogos de Tóquio-2020 estarão já em período de pré-temporada.

A defesa também mudou em relação ao Pré-Olímpico. Os quatro zagueiros da lista de convocados desta sexta-feira são diferentes daqueles que jogaram na Colômbia. "Tivemos baixas (no Pré-Olímpico) com Lyanco por lesão, Ibañez em negociação e o Gabriel, o Lille não liberou. Quem substituiu teve ótimo desempenho. Terminamos com melhor defesa e única invicta na competição. Ainda assim tivemos problemas em algum momento. Mas passa por entrosamento e vivência com camisa da seleção. Os que estiveram no Pré-Olímpico não saem do nosso radar", disse o treinador.

Sobre Bruno Guimarães, Jardine ressaltou que "não perdeu" o volante do Lyon, destaque no Pré-Olímpico, para a seleção principal – o técnico Tite o chamou para os dois primeiros jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. "A gente não perdeu o Bruno Guimarães, a gente ganhou, pois estamos contribuindo com o grande objetivo de chegar na seleção principal. Ele se sentiu muito à vontade com a camisa. Desejamos toda sorte do mundo, todo êxito que ele merece", completou.

Confira a convocação da seleção brasileira olímpica:

  • Goleiros – Cleiton (Red Bull Bragantino), Lucas Perri (São Paulo) e Phelipe (Grêmio);
  • Laterais – Emerson (Betis-ESP), Guga (Atlético Mineiro), Ayrton Lucas (Spartak Moscou-RUS) e Caio Henrique (Grêmio);
  • Zagueiros – Gabriel (Lille-FRA), Ibañez (Roma-ITA), Luiz Felipe (Lazio-ITA) e Lyanco (Torino-ITA);
  • Meias – Douglas Luiz (Aston Villa-ING), Lucas Paquetá (Milan-ITA), Matheus Henrique (Grêmio), Maycon (Shakhtar Donetsk-UCR), Pedrinho (Corinthians), Reinier (Real Madrid-ESP) e Wendel (Sporting Lisboa-POR);
  • Atacantes – Antony (São Paulo), Gabriel Martinelli (Arsenal-ING), Matheus Cunha (Hertha Berlin-ALE), Paulinho (Bayer Leverkusen-ALE) e Vinicius Junior (Real Madrid-ESP).
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo