Filhas viram agressão do goleiro Jean, diz boletim de ocorrência dos EUA

Por Estadão Conteúdo

A delegacia do Condado de Orange, na Flórida, divulgou nesta quinta-feira o boletim de ocorrência da prisão do goleiro Jean Fernandes, do São Paulo, acusado de agredir sua esposa, Milena Bemfica, durante as férias em Orlando, nos Estados Unidos O documento, que está disponível no arquivo de Justiça da Flórida, informa que um policial conversou com as filhas do casal, que confirmaram ter visto Jean dando socos em Milena.

De acordo com o boletim de ocorrência, a denúncia para a polícia sobre a briga do casal foi feita pelo hotel Marriot Fairfield, onde o casal estava hospedado. Seguranças do local levaram o policial até o quarto do casal.

Veja também:
Morre, aos 92 anos, o pintor pernambucano Francisco Brennand
Passagem de ônibus em SP deve subir para R$ 4,40 em 2020, indica Prefeitura

Na versão de Jean, a discussão começou quando a esposa o viu conversando no celular com outra mulher. "Jean me disse que Milena o bateu na testa com a prancha de cabelo e depois o mordeu na coxa. Pedi para ele me mostrar o local e pude ver um pequeno ferimento na coxa", relatou o policial no boletim. "Ele então disse que tudo não passou de um mal-entendido", prosseguiu o policial.

Na versão de Milena, o casal discutiu na madrugada e que a esposa se defendeu dos socos que levou com a prancha de cabelo, que quebrou na cabeça de Jean. Na noite de quarta-feira, Milena se manifestou nas redes sociais. Ela agradeceu as mensagens de apoio e pediu "respeito neste momento delicado".

"Baseado na minha investigação com os depoimentos e observações na cena, entendo que Jean é o agressor principal deste incidente e causou lesões corporais propositais a Milena. As lesões que ele sofreu foram por legítima defesa dela, portanto ela não foi acusada de nenhum crime", escreveu o chefe de polícia Edgar Castillo.

O jogador participará na tarde desta quinta-feira de uma audiência que definirá os novos rumos de seu caso. Milena ainda não prestou queixa formal. O jogador poderá ser liberado, para responder ao processo em liberdade, ou até ter seu passaporte apreendido pela justiça norte-americana. O São Paulo já decidiu rescindir o contrato de trabalho do jogador, mas aguarda o final das férias para formalizar a saída do goleiro.

O caso de agressão se tornou público quando Milena publicou vídeos nas redes sociais na manhã desta quarta-feira. A mulher do jogador denunciou o marido por agressão e mostrava nas imagens seu rosto inchado e com hematomas. Logo após a denúncia, Milena apagou o vídeo e gravou um outro, em que diz estar em local seguro e na companhia das duas filhas. Em uma das postagens, a mulher do jogador do São Paulo divulgou a captura da tela de celular de conversas que teve com o marido após as acusações. No diálogo, Jean faz uma ameaça a ela. "Parabéns. Terminou com a minha carreira. E suas filhas vão passar fome", escreveu o goleiro.

Loading...
Revisa el siguiente artículo