Pan-Americano: Destaque no basquete feminino, Clarissa comenta o ouro em Lima

Por Fernando Valeika de Barros, de Lima, para o Metro

A receita de Clarissa, destaque da equipe de basquete feminino do Brasil para o título em Lima, depois de 28 anos sem o lugar mais alto do pódio em um Pan-Americano.

O que representa este título no Pan-Americano de Lima para o basquete feminino do Brasil?
Ganhamos uma medalha de ouro em um Pan. Isso fica na história do basquete brasileiro. Mas estamos começando um novo ciclo, não adianta ficar olhando para o que passou. A vitória no Pan merece ser comemorada, mas teremos de pensar logo no que virá pela frente. Nossa próxima prioridade será buscar a vaga para as Olimpíadas de Tóquio, no ano que vem.

Quando este título no Pan de Lima começou a ser construído?
Desde que começamos a treinar, dia após dia pensamos em um mesmo objetivo. A vitória foi consequência de um trabalho, com as informações que a comissão técnica deu para a gente e com muito trabalho duro.

Como está o trabalho de renovação da equipe?
Estão vindo meninas jovens e boas para a Seleção. Formamos um grupo no qual uma encoraja a outra. Nós e elas sabemos que as coisas não virão fáceis, que teremos de conquistar nosso espaço e nossas vitórias.

Qual foi o pedido do José Neto, na prelação antes da final?
Continuem fazendo o que vocês estão fazendo, desde o primeiro dia. Mantenham a concentração, o foco e joguem como vocês fizeram desde o primeiro dia: com intensidade, alegria e harmonia. Nós acreditamos na proposta, treinamos e trabalhamos muito. Isso fez com que, na final, as americanas não rendessem no nível habitual. Foi assim que ganhamos este título e será como venceremos mais outros. A medalha de ouro no Pan foi a primeira conquista. Mas temos de continuar com o foco na evolução do nosso jogo.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo