O Campeão voltou! Brasil vence o Peru por 3 a 1, no susto, no sufoco, na raça!

Por Fernando Valeika de Barros, especial para o Metro Jornal

Mesmo com um jogador a menos, desde os 25 minutos do segundo tempo, a seleção brasileira venceu o Peru por 3 a 1 e conquistou a sua nona Copa América. Ao contrário da partida da primeira fase, quando o Brasil não tomou conhecimento dos adversários e sapecou uma goleada de 5 a 0, a decisão no Maracanã foi dramática. Grande surpresa da Copa América, depois de despacharem uruguaios e chilenos, os peruanos começaram o jogo no campo do Brasil. E  aseleção brasileira não conseguia encontrar espaços para armar ataques.

Atė que aos 21 minutos, na primeira descida brasileira, Gabriel Jesus passou por Yotún e cruzou para Everton Cebolinha,  sozinho, mandar para a rede. Parecia que o título sul-americano seria um passeio. Só que não.

Aos 41 minutos do primeiro tempo, o Peru empatou, em um lance azarado de Thiago Silva. Para tentar bloquear um dos raros ataques peruanos,  zagueiro deu um carrinho na área e a bola bateu na sua mão. Pênalti!  O lance foi revisado pelo VAR — e confirmado. Paolo Guerrero não deu bola para as vaias e bateu firme,  sem chance para Alisson.

Mas, o Brasil não deu sopa para o azar. Antes do final do primeiro tempo, Com um carrinho, Roberto Firmino recuperou uma bola no meio-campo, tocou para Arthur, que achou Gabriel Jesus, na entrada da área, com um passe preciso.  Frio, o centroavante chutou,  sem dar  qualquet possibilidade de Gallese defender.  O Brasil tomou um susto.

No entanto, outra vez o maior sufioco ainda estava por vir, Melhor em campo, a seleção brasileira sofreu um baque inesperado: aos 25 minutos da etapa final:, Gabriel Jesus foi expulso, em uma diputa de bola na qual não merecia nem cartão amarelo.

Com um jogador a mais, o peruanos passaram a acreditar. E o  técnico peruano, Ricardo Gareca, foi colocando atacantes, na tentativa de tornar sua equipe mais agressiva Do outro lado, Tite tratou de bloquear a equipe. Colocou Eder Militão na lateral-direita, passou Daniel Alves para o meio-de-campo, pôs Richarlisson, no ataque. Se não atacava mais com tanto perigo, ao menos, o Brasil conseguiu esfriar o ímpeto dos rivais. Até que no final o zagueiro peruano  Zambrano esqueceu a bola e foi no corpo de Everton, que já tinha passado pela bola. Lance bobo, O lance foi confirmado pelo VAR. Ricjatlisson bateu e fez o 3×1. Enfim, fim de suspense no Maracanã. Segundos depois, a torcida já gritava "o campeão voltou" e fez a festa quando o capitão Daniel Alves levantou a Copa América. A nona da sua história, a quinta conquistada em casa.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo