Morre Marlene Matheus, 1ª mulher presidente do Corinthians, aos 82 anos

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

Morreu nesta terça-feira (2) Marlene Matheus, aos 82 anos. Viúva de Vicente Matheus, ela foi presidente do Corinthians, entre 1991 e 1993, porque seu marido estava impedido de buscar uma nova reeleição. Ela estava internada há 20 dias por conta de uma anemia, mas a causa da morte não foi revelada.

A solução do histórico presidente do Corinthians – morto em 1997 – foi promover sua esposa, que conseguiu ser eleita com 2.119 votos. Dentro de campo, o Corinthians não obteve o sucesso desejado. Foram apenas dois vice-campeonatos paulistas durante a sua gestão, com derrotas para os  rivais Palmeiras e São Paulo.

Em 2007, quando o time caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro, o presidente Andrés Sanchez aproveitou o carisma de Marlene e a anunciou como vice-presidente social. Ela não ficou muito tempo no cargo e rompeu com o atual mandatário alvinegro. No ano passado, ela apoiou a candidatura de Antônio Roque Citadini na eleição, que perdeu para Andrés.

“O Corinthians informa com pesar o falecimento de Marlene Matheus, a primeira e única presidente mulher da história do clube até aqui”, afirmou a agremiação, em comunicado. “Mesmo após sua gestão, entre 1991 e 1993, Marlene Matheus nunca deixou de ser uma das figuras mais importantes do clube.”


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo