Copa América: Brasil e Argentina fazem 'final antecipada' no Mineirão nesta terça

Por Pedro Nascimento - Metro Belo Horizonte

Chegou o dia do tão aguardado clássico entre Brasil e Argentina. Mas diferentemente do que se imaginava, o confronto não vale a taça da Copa América, mas sim uma vaga na final, já que os hermanos não conseguiram liderar seu grupo e acabaram caindo na mesma chave que a seleção. Mas nada que tire o charme do duelo, que promete lotar o Mineirão na noite desta terça-feira (2), às 21h30.

Esse é o tipo de compromisso onde não existe favorito, mas o momento do Brasil de Tite é melhor. Para o técnico brasileiro, essa é a chance de fazer uma grande atuação e apagar algumas apresentações questionáveis, como os empates sem gols contra a Venezuela e o Paraguai.

“Nenhum jogo você vai ser dominante o tempo inteiro nesses níveis. Tem uma ideia, e a ideia que nós propomos é ter posse de bola e agredir o adversário. Mas é inevitável que o adversário vai ser superior em alguns momentos. Nesses momentos, é importante que ele não finalize. Quando a gente consegue equilibrar essas ações, temos mais condições de vencer”, disse Tite em coletiva realizada na segunda (1º) no Mineirão.

Mais cedo, na Cidade do Galo, o time fez o seu último treinamento antes da semifinal. As novidades foram a presença de Richarlisson, recuperado de uma caxumba, e Fernandinho. Ambos devem ser relacionados para o jogo.

A principal dúvida está na lateral-esquerda. Felipe Luís se recuperou de dores na coxa direita, mas dessa vez Tite não adiantou o time que vai a campo logo mais. Alex Sandro é o substituto imediato na posição.

brasil x argentina

7 x 1? Tô fora

Em uma semifinal no Mineirão com o Brasil em campo, a derrota por 7 a 1 para a Alemanha na Copa de 2014 obviamente não passaria batida. Perguntado sobre o assunto, Tite preferiu se lembrar de um momento bem mais feliz, quando a seleção comandada por ele venceu a Argentina por 3 a 0 nas eliminatórias para o Mundial de 2018.
“Serve para os dois lados, essa vitória nem nos credencia e nem nos alija a derrota por 7 a 1 que tivemos aqui. É uma nova oportunidade de um grande jogo, grande trabalho, grande espetáculo”.

Scaloni confirma Agüero

Depois de muita especulação sobre algumas mudanças no time titular que pega o Brasil, o treinador Lionel Scaloni resolveu abrir o jogo e garantiu o atacante Agüero em campo. A especulação era de que ele poderia ser sacado para a entrada de Di María.

“O Aguero será titular. Toda vez que falam que ele vai sair, estou confirmando que ele joga. Para todo mundo que o colocou como dúvida, está resolvido”, afirmou o treinador.
Apesar do camisa 9 garantido, Scaloni não quis confirmar o time titular de logo mais. “Só o Aguero. O resto não está ninguém confirmado. Nem o Messi”, brincou.

Com casa cheia

Já não restam mais ingressos para os torcedores que ainda tinham a esperança de assistir o clássico entre Brasil e Argentina, no Mineirão. O adversário da Seleção Brasileira foi definida na última sexta-feira e desde então as poucas entradas que restavam para a partida se esgotaram rapidamente.

Até segunda pela manhã ainda havia ingressos à venda para os dois setores mais caros e apenas na modalidade inteira, sem gratuidades ou descontos: a categoria 1 por R$ 590,00 e a categoria 2 por R$ 390. Mas as entradas se esgotaram no fim da tarde.

A procura por ingressos para essa semifinal foi elevada desde o início das vendas, meses antes do início do torneio, mas na última semana a Conmebol disponibilizou uma nova carga de entradas.

Curiosamente, o Gigante da Pampulha foi o estádio que registrou a menor média de público até então na Copa América, com cerca de 13.860 em quatro partidas. A média geral da competição é de 30.965 pessoas por jogo.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo