Conheça as sete estrelas do futebol feminino que entram em campo na Copa do Mundo da França

Por Paulo Borgia - Metro São Paulo

Zagueiras, meias, atacantes… não importa a posição. Essas oito mulheres chamam a responsabilidade em campo e se destacam à frente de suas seleções com gols e liderança. Na Copa do Mundo da França, a partir do dia 7 de junho, não tire os olhos dessas craques.

Lucy Bronze (Inglaterra)
Toda grande seleção passa por uma defesa forte e a da Inglaterra conta com Lucy. Aos 27 anos, ela defende o selecionado desde 2013, com sete gols marcados, e é uma das responsáveis por colocar o país entre os favoritos ao título. No Mundial de 2015, a seleção inglesa ficou em terceiro.

Wendie Renard (França)
Defendendo a seleção francesa desde 2011, também como capitã, a zagueira de 28 anos chega à sua terceira Copa do Mundo com sonho de levantar a taça pela primeira vez, jogando em casa. Wendie esteve presente nas melhores campanhas de seu país, ambos em quarto, na Olimpíada de Londres-2012, e Mundial de 2011, na Alemanha.

Lieke Martens (Holanda)
Estrela do Barcelona, a meia de 26 anos defende a Holanda desde 2011, com 93 partidas e 39 gols. Sua maior conquista com a seleção foi em 2017, quando levantaram a taça da Eurocopa. No mesmo ano conquistou o prêmio da Fifa de melhor jogadora do mundo. Lieke é esperança dos holandeses em fazer uma boa campanha no Mundial – a melhor até aqui foi uma oitavas de final em 2015.

Marta (Brasil)
Falta espaço para falar de Marta. Aos 33 anos, a atleta do Orlando Prides-EUA venceu o prêmio de melhor do mundo da Fifa por seis vezes, sendo cinco consecutivas. É considerada a melhor de todos os tempos. É a maior artilheira da história das Copas de futebol feminino, com 15 gols – e contando. Agora, falta um título: a de campeã mundial – conquista que bateu na trave em 2007. Estamos na torcida!

Carli Lloyd (Estados Unidos)
Com certeza, uma das maiores jogadoras da história do futebol feminino. Aos 36 anos, vai disputar seu quarto Mundial, tendo conquistado o título em 2015. Nesse mesmo ano levou a Bola de Ouro da Fifa/France Football e, no ano seguinte, conquistou o prêmio The Best, da Fifa. Pelos EUA atuou em 254 jogos até aqui, marcando 100 vezes.

Dzsenifer Marozsán (Alemanha)
Outro destaque do Olympique, a jogadora é a camisa 10 e capitã da seleção alemã e já traz no peito a medalha de ouro conquistada na Rio-2016. Com 26 anos, já tem 56 partidas com a camisa da Alemanha, marcando 27 gols. Ela foi uma das três finalistas ao The Best, da Fifa, no ano passado.

View this post on Instagram

💥UEFA WOMEN‘S CHAMPIONS LEAGUE💥

A post shared by Dzsen (@10maro10) on

Ada Hegerberg (Noruega)
Aos 23 anos, é a estrela da seleção norueguesa. Destaque do Olympique, da França, foi artilheira da Liga dos Campeões 2015/2016 e levou na mesma temporada o prêmio de melhor jogadora da Europa. No ano passado foi eleita a melhor do mundo pela conceituada revista “France Football” e esteve entre as finalistas do The Best, da Fifa.

Saiu no impresso

Confira como esta reportagem saiu na edição impressa do Metro Jornal em página especial.

estrelas mundial feminino

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo