Operar ou não? Decisão sobre lesão de Neymar deve sair ainda nesta semana

Por Metro Jornal

Operar ou não? Essa é a dúvida que paira sobre a nova fratura no 5º metatarso do pé direito de Neymar.

A decisão é do Paris Saint-Germain, já que o jogador deixou nas mãos do seu clube sobre qual será o tratamento para recuperá-lo. Se a opção for por cirurgia, o período de recuperação deve tirá-lo de compromissos importantes na temporada, já que seu retorno estimado seria entre abril e maio.

Se a opção for pelo tratamento convencional, a expectativa é que o retorno leve cerca de dois meses. O clube não quer correr o risco de que a lesão não seja devidamente curada e haja novos problemas no pé direito do craque no longo prazo. Assim, já está praticamente descartada sua participação nas oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Manchester United.

LEIA MAIS:
Ator de Empire é vítima de agressão; criminosos gritavam xingamentos homofóbicos e racistas

Vale lembrar que, em junho, o Brasil sedia a Copa América. Sobre isso, o técnico Tite foi enfático: “Perco meu emprego, mas não convoco um jogador que não esteja em condições físicas.”

Rodrigo Lasmar, médico da Seleção Brasileira, foi chamado pelo PSG para dar o seu parecer. O clube leva em conta o fato de o profissional ter cuidado da mesma lesão no camisa 10 no ano passado, que quase o tirou da Copa do Mundo da Rússia. Na ocasião, ele ficou fora de combate por três meses. Outros especialistas também serão ouvidos.

De acordo com o jornal francês “L’Équipe”, a decisão deve ser anunciada ainda esta semana. Com a manchete “Uma maldição”, a publicação já é um pouco mais pessimista, alertando que Neymar pode até perder o resto da temporada por conta de mais essa lesão.

O francês ‘L’Équipe’ chamou a lesão de maldição e contabilizou: em dois anos, Neymar perdeu 26 jogos por questões físicas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo