PSG é multado por racismo; clube recrutava jogadores conforme origem étnica

Por Ansa

O PSG (Paris Saint-Germain) foi multado nesta semana em 100 mil euros pela comissão disciplinar da Liga de Futebol Profissional da França, após ser confirmado que o clube praticou discriminação racial para selecionar atletas para as categorias de base.

O ex-diretor do centro de formação de jogadores do clube Bertrand Reuzeau foi multado em 10 mil euros, já Marc Westerloppe e Pierre Reynaud, que eram os líderes da área de recrutamento do PSG em diversos países, foram multados em 5 mil euros cada.

Leia mais:
Justin Bieber defende Chris Brown de acusação de estupro: ‘Você é o melhor’
Vazam novas imagens do Samsung Galaxy S10; lançamento deve ocorrer nos próximos dias

Segundo os dados divulgados em novembro pela plataforma "Football Leaks", alguns agentes catalogaram quatro "graduações" de acordo com a origem étnica do atleta para avaliar os jovens candidatos: "francês", "do norte da África", "das Antilhas" e "africano".

Neste método, baseado na etnia do adolescente, o PSG vetou em 2014 a contratação do meio-campista Yann Gboho, jogador da seleção francesa sub-17. De acordo com Westerloppe, o clube parisiense orientou ele para "equilibrar a diversidade", por ter "muitos atletas de origem das Antilhas e africanos" na equipe.

O time francês também informou que já está tomando medidas para combater o racismo dentro do PSG, entre elas, a elaboração de um outro método de recrutamento de jogadores para as categorias de base focado no comportamento e habilidade do atleta.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo