Skate: Brasil tem três representantes nos pódios do Mundial de Street League

Por Metro Jornal Rio

Principal estrela do skate mundial, o norte-americano Nyjah Huston conquistou o título do Mundial de Street League, cuja final foi disputada, no domingo (13), na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico, na zona oeste. Mas o pódio teve “dobradinha” brasileira, com Kelvin Hoefler em 2o e Felipe Gustavo em 3o. A etapa integra o circuito da modalidade e soma pontos para o ranking classificatório para a Olimpíada de Tóquio, em 2020.

No masculino, Hoefler conseguiu a façanha de conquistar duas notas 9,5. Mas, com erros nas 3a e última voltas, ficou com 37 pontos, 6 décimos abaixo do primeiro colocado. Mesmo assim, ficou satisfeito com o desempenho e com o alto nível da final: “Sem a torcida eu não teria conseguido esse segundo lugar, porque eu tentei manobras aqui que nunca tinha feito. O público foi insano”.

Bem atrás, Felipe Gustavo obteve 35,5, o suficiente para ficar em 3o. “Esse foi um dos Street Leagues mais sinistros que já participei. A torcida e a pista ajudaram muito”, destacou Felipe. O brasileiro Ivan Monteiro se machucou e fechou em 6° lugar.

Brasileira na 2a colocação

Skate: Mundial de Street League Feminino Brasileira Leticia Bufoni: 2o lugar no feminino / Ricardo Borges/Folhapress

No feminino, Leticia Bufoni foi vice-campeã por apenas 1 décimo de diferença para a primeira colocada, a japonesa Aori Nishimura, que somou 32,6 pontos. Na emocionante rodada final, Bufoni chegou perto do título ao executar uma manobra que lhe rendeu 9 pontos. Mas, para decepção da torcida, a asiática apostou na técnica para levar um 8,5, exatamente o que precisava.

“O que importa é que estou feliz com o resultado. Fiz tudo o que planejei”, afirmou Leticia, que disse ainda que a disputa com Nishimura deve se estender até a Olimpíada.

Revelação no skate, a japonesa, de apenas 17 anos, é 8ª colocada no ranking mundial de street feminino, liderado por Leticia. “Aqui é a casa da Letícia e todos estavam gritando por ela. Sei que a pressão deve ter sido muito grande para ela. Foi uma ótima disputa”, contou Nishimura. A norte-americana Lacey Baker completou o pódio. Três outras brasileiras chegaram à final: Virgínia Fortes Aguar (5º lugar), Pamela Rosa (6º) e Karen Barros (7º).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo