Democracia Fútbol Club: conheça o 'time' dos defensores da liberdade

Por Lourenço Flores/Metro Brasília

Há um certo mal-estar difuso no mundo, com crises econômicas e sociais em várias partes do planeta embalando o renascimento – ou o recrudescimento – de ideias xenófobas, intolerantes com o outro, autoritárias. É nesse contexto que surge um projeto ousado, destinado a mostrar como o esporte pode ser uma trincheira de luta, luz e esperança.

O jornalista gaúcho Roberto Jardim, 48, passou os últimos dois anos dedicados a ‘convocar’ uma espécie de Seleção do Mundo da Resistência Democrática. Criou a série Democracia Fútbol Club, para a qual selecionou 11 jogadores e um técnico que conciliaram as carreiras com a defesa da dignidade humana e a luta contra preconceitos e abusos. “É importante frisar que os poucos boleiros de direita encontrados na pesquisa eram defensores declarados do fascismo, como o italiano Paolo di Canio, que comemorava gols pela conservadora Lazio com a tradicional saudação fascista. Por isso não vi razão para convocá-los”, explica Jardim.

Os perfis integrais estão na web, no Medium. O DFC é finalista do prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos deste ano, e sairá em livro pela editora Vento Norte Cartonero, de Santa Maria (RS), em parceria com a Candeeiro Cartonero, de Caruaru (PE).

Com a ideia de ampliar o DFC, acaba de ser aberta uma campanha de financiamento coletivo. Se você quiser ajudar, vá a https://apoia.se/dfc e contribua.

Conheça o Democracia Fútbol Club:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo