Santos sofre gol polêmico, perde do América-MG e chega ao 4º jogo sem vitória

Por Estadão Conteúdo

Com gol polêmico, fruto de um pênalti duvidoso no final do primeiro tempo, o Santos perdeu do América Mineiro na noite deste domingo pelo placar de 1 a 0, na Vila Belmiro, e chegou ao quarto jogo consecutivo sem vitória no Campeonato Brasileiro. Ruy marcou o gol que deu o segundo triunfo seguido à equipe mineira, o primeiro fora de casa na competição.

O time paulista ainda não venceu na retomada da competição nacional após a Copa do Mundo. Foram três empates consecutivos contra Palmeiras, Chapecoense e Flamengo e agora o revés para o América que amplia a crise na equipe alvinegra, ainda sem um comandante definido para substituir Jair Ventura. Neste domingo, os santistas abusaram dos gols perdidos e seguem com um desempenho muito ruim jogando dentro de casa.

Com o resultado, o Santos fica com 16 pontos, na 16ª posição, a última antes da zona de rebaixamento, na qual a equipe entrará se o Bahia, hoje 17º colocado, empatar ou vencer o Atlético Mineiro na segunda-feira, no encerramento da rodada. Já o América, com o segundo triunfo seguido, sobe quatro posições e vira o décimo colocado, com 20 pontos.

O time santista vira a chave do Campeonato Brasileiro e tem compromisso pela Copa do Brasil na próxima quarta-feira, às 19h30, no duelo de ida das quartas de final diante do Cruzeiro, na Vila Belmiro. Já o América-MG encara outro paulista na próxima rodada: o Palmeiras, em casa, no Estádio Independência, no domingo, às 16 horas.

O JOGO – O Santos não fez uma partida digna de elogios, irrepreensível, mas mostrou vontade, disposição e, apesar da falta de pontaria e do nervosismo apresentados muito em função do momento ruim pelo qual passa a equipe, não mereceu a derrota para o América-MG.

O time santista fez um primeiro tempo razoável e chegou muito mais ao gol do que o adversário mineiro. A equipe do técnico interino Serginho Chulapa assustou o rival em pelo menos cinco lances. No mais perigoso deles, Sasha cruzou rasteiro e a bola sobrou para Victor Ferraz, que finalizou dentro da área muito perto da trave. Este lance foi aos 36 minutos. Aos 38, veio o gol do América e o balde de água fria no ímpeto santista.

O gol que deu o triunfo à equipe visitante foi originado de um pênalti de Alison cometido em Marquinhos. Na jogada, o volante santista deu uma carga no atacante do América e o árbitro, apesar dos protestos contundentes dos jogadores do Santos, entendeu que o contato foi suficiente para marcar a penalidade. Na cobrança, Ruy bateu no canto esquerdo e marcou. Vanderlei ainda chegou a tocar na bola, mas não impediu o gol.

Na etapa final, a pressão santista, como imaginado, se intensificou e o jogo se transformou em ataque contra defesa. Chulapa alterou a equipe e mandou Jean Mota, Yuri Alberto e Arthur Gomes em campo. Este último entrou na vaga de Gabriel, que recebeu algumas vaias dos torcedores.

O bombardeio do time alvinegro contou com cabeçada para fora de Yuri Alberto, falta de Rodrygo que explodiu no travessão, cabeceio de Gabriel por cima do gol de forma inacreditável e chance perdida por David Braz dentro da área.

Mas nenhum dos lances foi tão claro como o protagonizado por Yuri Alberto aos 32 minutos. O goleiro João Ricardo deu rebote em chute de longe de Jean Mota e a bola sobrou limpa, à feição, mas o atacante, sozinho dentro da área, chutou torto, para fora, desperdiçando a melhor chance da partida e que evitaria o revés em casa.

Nos minutos finais da partida, que foi até os 51 minutos, o Santos ainda acertou a trave novamente, desta vez com em cabeceio de Gustavo Henrique, e foi incapaz de balançar as redes do América, que resistiu bravamente e chegou ao seu segundo triunfo em sequência. No final, apesar das incríveis 31 finalizações dos anfitriões, o placar marcou 1 a 0 para os visitantes.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 0 X 1 AMÉRICA-MG

SANTOS – Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca (Jean Mota); Eduardo Sasha (Yuri Alberto), Rodrygo, Gabriel (Arthur Gomes) e Bruno Henrique. Técnico: Serginho Chulapa.

AMÉRICA-MG – João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Juninho, David, Gerson Magrão (Zé Ricardo), Ruy (Judivan) e Giovanni; Marquinhos (Ademir).

GOL – Ruy (pênalti), aos 38 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Alison e Gustavo Henrique (Santos); Carlinhos e Juninho (América-MG).

ÁRBITRO – Rafael Traci (PR).

RENDA – R$ 155.868,00

PÚBLICO – 8.691 pagantes.

LOCAL – Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo