Romero salva de novo e Corinthians goleia Vasco de virada em Brasília

Por Estadão Conteúdo

Em grande momento na temporada, Ángel Romero voltou a salvar o Corinthians neste domingo. Após marcar os dois gols na vitória sobre o Cruzeiro, o atacante paraguaio voltou à carga nesta manhã. No estádio Mané Garrincha, em Brasília, o time paulista buscou a virada para vencer o Vasco por 4 a 1. Desta vez, Romero marcou três gols. Jadson anotou o outro e Yago Pikachu marcou o gol vascaíno, em duelo válido pela 16ª rodada do Brasileirão.

Com mando de campo do Vasco, mas com torcidas misturadas, o duelo desta manhã teve dois tempos bem distintos. No primeiro, o time carioca dominou, impôs pressão e só não parou na retranca de um apático Corinthians por causa de um pênalti desastrado de Fagner sobre Pikachu. Mas, na etapa final, a equipe paulista adotou postura mais ofensiva e precisou de apenas 11 minutos para virar o placar. Romero, mais uma vez, foi decisivo.

A segunda vitória consecutiva levou o Corinthians aos 25 pontos, subindo do oitavo para o provisório sétimo lugar da tabela. Foi o segundo triunfo do time como visitante neste Brasileirão. Já o Vasco estacionou nos 19 pontos, na 11ª posição.

Com baixas no ataque, em razão das lesões de Jonathas e Roger, o técnico Osmar Loss manteve Romero neste domingo e apostou em Pedrinho, em nova oportunidade entre os titulares. Na zaga, Pedro Henrique voltou ao time, recuperado de contusão. Pelo Vasco, Kelvin e Evander ganharam a chance no desfalcado meio-campo da equipe.

Desde o apito inicial, o time carioca impôs marcação alta, empurrando o Corinthians para a defesa. A estratégia inibiu o rival paulista, que não conseguia se aproximar do ataque. Ao mesmo tempo, o Vasco sofria para penetrar na defesa corintiana.

Os cariocas, porém, não desistiram de atacar e encontraram boas oportunidades de gol em finalizações de longa distância e lances de bola parada. Logo aos 9, Pikachu já arriscava de longe, rente ao travessão.

Andrés Ríos também ameaçou o gol de Cássio. Aos 14, exigiu grande defesa do rival ao subir de cabeça após escanteio na área No rebote, Andrey finalizou por cima do travessão. Aos 20, o mesmo Ríos arriscou de longe, também com perigo.

Recuado, com todos os jogadores atrás da linha do meio-campo, o Corinthians não conseguia articular jogadas. Clayson parava na marcação pela esquerda, enquanto Romero tentava jogar mais solto pela direita, quase como centroavante. Mas a bola raramente chegava até a dupla.

Tanto que a primeira boa chance de gol dos paulistas aconteceu somente aos 43 minutos de jogo. Danilo Avelar cabeceou com perigo e acertou o travessão. O lance até animou a torcida corintiana presente no estádio. Mas a empolgação durou apenas um minuto.

Logo na sequência, Pikachu invadiu a área e Fagner, quase sem querer, derrubou o adversário. Na cobrança de pênalti, o próprio Pikachu converteu ao acertar o canto direito de Cássio, aos 45.

A vantagem vascaína durou apenas três minutos. Na volta do intervalo, foi esse o tempo que o Corinthians levou para empatar Em um lançamento para Jadson, Martín Silva saiu do gol e viu o meia corintiano acionar Romero, que teve o gol praticamente aberto para mandar para as redes.

O time paulista voltara a campo com uma postura completamente diferente. Depois de uma etapa inicial apática, a equipe passou a ser mais ofensiva. E o gol da virada acabou saindo logo na sequência. Aos 11, Clayson descolou rápido passe para Pedrinho, que cruzou no pé de Romero para completar para o gol.

Antes do paraguaio anotar seu terceiro gol na partida, o Corinthians ampliou a vantagem em cobrança de pênalti de Jadson, aos 32. A penalidade foi sofrida por Mateus Vital, ao levar toque quando era marcado por Breno e Ricardo dentro da área. Na batida, Jadson acertou o mesmo canto de Pikachu.

Quando o placar parecia definido, Emerson Sheik, que acabara de entrar em campo, acertou belo passo por entre as pernas do zagueiro Breno para lançar Romero cara a cara com Martín Silva. O paraguaio não teve dificuldades para mandar no canto e sacramentar a goleada corintiana.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrentará o Atlético-PR no sábado, às 21 horas. Antes disso, o time paulista vai ter a Chapecoense pela frente no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, na quarta, na Arena Corinthians. Já o Vasco jogará no domingo que vem, contra o São Paulo no Morumbi, às 16 horas, pelo Brasileirão.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 x 4 CORINTHIANS

VASCO – Martín Silva; Luiz Gustavo, Breno, Ricardo, Ramon; Desábato (Paulo Vitor), Andrey, Yago Pikachu, Kelvin (Lucas Santos), Evander (Wagner); Andrés Ríos. Técnico: Jorginho.

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique, Danilo Avelar; Gabriel, Douglas, Pedrinho (Emerson Sheik), Jadson (Léo Santos), Clayson (Mateus Vital); Ángel Romero. Técnico: Osmar Loss.

GOLS – Pikachu (pênalti), aos 45 minutos do primeiro tempo. Romero, aos 3, aos 11 e aos 47, e Jadson (pênalti), aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Ramon, Desábato, Ricardo.

ÁRBITRO – Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA).

RENDA – R$ 1.823.665,00.

PÚBLICO – 33.516 pagantes.

LOCAL – Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo