São Paulo conta com falha de Cássio, faz 3 e atropela o Corinthians no Morumbi

Por Estadão Conteúdo

Um sábado à noite para nenhum são-paulino esquecer. O time tricolor venceu o Corinthians por 3 a 1, exibindo uma grande superioridade e sem correr riscos, e ainda viu o goleiro Cássio falhar em um dos gols para triunfar no clássico. O resultado ainda manteve o time de Diego Aguirre na cola do Flamengo, que horas mais cedo derrotou o Botafogo por 2 a 0 para se garantir na liderança, com 30 pontos – os são-paulinos são vice-líderes, com 29.

Já o Corinthians, que estacionou nos 19 pontos e ocupa o oitavo lugar, teve motivos de sobra para lamentar o seu sábado. Horas antes da partida, Rodriguinho, um dos principais jogadores corintianos, foi negociado com Pyramids, do Egito, por US$ 6 milhões (cerca de R$ 22,6 milhões).

Agora restam apenas alguns detalhes burocráticos e a realização de exames médicos para o acordo ser selado e ele assinar um contrato válido por três temporadas. O jogador não quis dar entrevista na saída do gramado, mas o clube egípcio confirmou o acerto.

No São Paulo, Militão também deve partir e ir jogar no Porto. Mas isso não parece preocupar os são-paulinos, que neste sábado tiveram uma noite em que deu tudo certo. A formação surpreendente com Edimar e Reinaldo atuando juntos pegou Osmar Loss de surpresa e foi o caminho que o time da casa encontrou para vencer o jogo.

"Brigar pelo título nós vamos sempre. O mais importante é que não tem faltado atitude e com isso a gente vai longe. Conseguimos um grande resultado e temos que comemorar muito", disse o meia Diego Souza logo após o fim do clássico, ainda no gramado.

Reinaldo, inclusive, marcou dois gols e o segundo ainda saiu em um chute que o goleiro Cássio contribuiu bastante, ao pular e deixar a bola passar por baixo dele. "A canhota estava equilibrada, né? O segundo gol eu chutei errado, mas mesmo assim deu certo", comemorou o lateral.

Antes, Anderson Martins abriu o placar contra o ex-clube, em que defendeu em 2014. E o placar poderia ter sido ainda maior, já que Diego Souza cobrou uma falta que acertou a trave de Cássio. "Temos que comemorar muito essa vitória. Estamos dando tudo em campo e a torcida está vendo isso. Dedicamos esse resultado para nossa família e para os torcedores, que nos apoiaram bastante".

Os gols só saíram no segundo tempo, já que na primeira parte da partida, o São Paulo também foi superior, mas insistiu nos cruzamentos para a área e a defesa corintiana se sobressaiu. Na etapa final, tudo mudou e a superioridade se converteu em gols. O Corinthians, claramente sentindo a postura do rival, exagerou nas faltas.

Como consolação para a torcida do Corinthians, Jonathas conseguiu descontar nos minutos finais e, em seu primeiro jogo como titular, fez um gol com a camisa alvinegra pela primeira vez. "Foi um dia complicado para gente. Não faltou entrega, mas não fomos felizes. Agora é levantar a cabeça e tentar se reabilitar rapidamente", disse o atacante corintiano.

O fato é que a derrota, ainda mais pela forma que foi, deve voltar a pressionar o técnico Osmar Loss, que antes da parada para a Copa do Mundo já vinha sendo bastante criticado pela má atuação da equipe, mas a vitória contra o Botafogo, na rodada passada, tinham minimizado a pressão. Ao final da partida, ainda no gramado, alguns jogadores corintianos ficaram conversando com o treinador.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 3 X 1 CORINTHIANS

SÃO PAULO – Jean; Militão, Arboleda, Anderson Martins e Edimar (Luan Santos); Hudson (Lucas Fernandes), Liziero, Reinaldo, Nenê (Carneiro) e Rojas; Diego Souza; Técnico: Diego Aguirre.

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Pedro Henrique (Léo Santos), Henrique e Danilo Avelar; Gabriel, Renê Júnior (Jadson), Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Clayson) e Romero; Jonathas. Técnico: Osmar Loss.

GOLS – Anderson Martins, aos 10, Reinaldo, aos 24 e aos 36, e Jonathas, aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Romero, Rodriguinho, Cássio, Gabriel, Pedro Henrique, Henrique, Anderson Martins, Luan Santos e Fagner.

PÚBLICO – 58.624 pagantes.

RENDA – R$ 2.186.542,50.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo