França x Croácia: o que esperar da grande final da Copa

Por Metro Jornal

Lá se vão 20 anos desde que França e Croácia se encontraram pela última – e única – vez em uma Copa do Mundo. No Mundial disputado em seu país, os franceses se deram bem na semifinal por 2 a 1 diante do time da camisa quadriculada. Thuram fez os dois da França contra um do artilheiro Suker.

Os Bleus seguiram para final e derrotaram o Brasil para levantar a taça. De lá para cá, seguem em busca do bicampeonato, que bateu na trave em 2006, quando ficaram em segundo. Agora, a confiança responde pelo nome de Mbappé.

O jovem atacante do PSG não tem a técnica de Zidane ou a letalidade de Henry, mas alia muita técnica e velocidade, enlouquecendo cada um dos marcadores que tiveram o azar de ter que marcá-lo. E mais, faz gols. Se chegou como promessa, o atacante de 19 já sairá como certeza desse Mundial.

Do lado croata, que havia feito sua estreia lá em 1998, o terceiro lugar que orgulha todo um jovem país, que disputa apenas sua quinta edição da Copa – que já está na sua 21ª com esta da Rússia. Entre tantos “ic” em campo, tem um que tem feito toda a diferença na campanha croata: Modric.

Velho conhecido dos torcedores pelas suas magias com a camisa do Real Madrid, o meia é daqueles com fôlego fora do comum, assim como sua visão de jogo, achando os espaços onde parece não existir para deixar seus companheiros na cara do gol. Domingo, no estádio Lujniki, em Moscou, dois sonhos iniciarão o jogo. Mas só um será concretizado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo