Médico da Rússia diz que atletas inalaram amônia, mas nega doping

Por Metro Jornal

O médico da seleção russa, Eduard Bezuglov, confirmou que jogadores da equipe inalaram amônia para melhorar o desempenho nas partidas da Copa do Mundo. No entanto, ele negou que a prática seja caracterizada como doping.

“É um simples amoníaco com o qual as pessoas molham o algodão e depois inalam. Vários atletas fazem isso para ganharem ânimo. Isso é usado há décadas”, explicou.

De fato, a amônia não consta na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo