5 razões para a partida Brasil x Bélgica ser uma dureza

Por Metro Jornal

A Seleção Brasileira encara a Bélgica, nesta sexta, às 15h. Apesar da equipe adversária nunca ter ganhado uma Copa do Mundo, o jogo promete ser dureza para o Brasil. Veja cinco motivos:

  • O GOLEIRO: Destaque do Chelsea, da Inglaterra, com quase 2 metros de altura, Thibault Courtois é considerado um dos melhores goleiros do mundo. Seguro, com grande envergadura e reflexos dignos de um Homem-Aranha, ele é uma das muralhas da Copa da Rússia
  • O XERIFE: Forte nas bolas altas, Vincent Kompany lidera uma defesa bem organizada. Mas que é vulnerável, como demonstraram os esforçados japoneses nas oitavas de final, em uma partida que os belgas penaram para virar.
  • CÉREBROS CRIADORES: Habilidosos e precisos nos passes, Eden Hazard e Kevin De Bruyne (foto) são os responsáveis pela armação das jogadas. “Eles fazem um jogo de futebol ficar mais bonito”, falou o espanhol Roberto Martínez, técnico da Bélgica
  • FARO DE GOLEADOR: Com 1,91 metro e quase 100kg, Lukaku tem físico de pivô de basquete e é o maior artilheiro da seleção belga, com 37 gols em 69 jogos. Tem faro de artilheiro e é perigoso nas bolas altas e arrancadas
  • OPÇÕES NO BANCO: Perdendo por 2 a 0 contra o Japão, o técnico da Bélgica Roberto Martínez mudou o time e conseguiu a primeira virada por dois gols de diferença em Mundiais desde 1966. “Uma partida de Copa do Mundo não se ganha apenas com 11 jogadores, todo mundo que está no banco tem de estar preparado para entrar e fazer a diferença”, disse Matínez, em Kazan
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo