Copa do Mundo: Craque da Coreia do Sul pode abandonar carreira por ser obrigado a prestar serviço militar

Por Wellington Botelho

O jogador Son Heung-min, um dos craques da Coreia do Sul, pode abandonar a carreira futebolista por ser obrigado a prestar serviço militar. O atleta pode ser chamado ao seu país para cumprir dois anos obrigatórios. Ele cumpre 26 anos no próximo dia 8 de julho.

A lei sul-coreana prevê que os homens cumpram a medida até aos 28 anos.  E só uma boa colocação no mundial poderia evitar o fim da carreira do jogador.

A legislação tem exceções para atletas de alta competição. Os que alcancem sucesso internacional a serviço do país podem ser liberados da obrigação militar.

Neste caso, em vez dos dois anos, os atletas têm apenas de cumprir quatro semanas de treinamento básico. É necessário também que se mantenham na modalidade que praticam.

Disputa

A Coréia do Sul faz parte do grupo F, onde as quatro equipes complicaram sua classificação para as oitavas de final. Seu próximo jogo, último da fase de grupo, será contra a Alemanha na quarta-feira.

Mexico x Coreia do Sul Reuters
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo