Por que as pessoas amam odiar Neymar?

Nas redes sociais, as atitudes do atacante brasileiro no jogo contra a Costa Rica pela Copa do Mundo da Rússia foram questionadas dentro e fora do Brasil; ex-jogador francês Éric Cantona alfinetou atacante dizendo que suas lágrimas eram de crocodilo, e imprensa britânica o chamou de trapaceiro.

Por BBC Brasil

Neymar marcou nos minutos de acréscimo o segundo gol da primeira vitória do Brasil na Copa do Mundo de 2018 contra a Costa Rica na sexta-feira, 22.

Aos 26 anos, o atacante do Paris St-Germain alcançou a marca de 56 gols em 87 jogos pela seleção brasileira- apenas Pelé e Ronaldo fizeram mais.

Só que a jogada, assim como outras atitudes de Neymar, não animou os torcedores, que não estavam no clima de "querer aparecer" do brasileiro – e que o consideraram um dos piores da seleção em campo naquela partida.

No fim de semana, Neymar virou alvo de comentários nas redes sociais, principalmente fora do Brasil. As mensagens ácidas ironizavam seus "mergulhos" ao chão e questionavam seu choro quando o juiz apitou o final do jogo.

Ame-o ou odeie-o, o jogador mais caro do mundo – sua ida do Barcelona para o Paris St-Germain custou 222 milhões de euros – sempre faz as pessoas falarem dele.

Chuva de críticas

O fato de Neymar ter pedido um pênalti que foi inicialmente marcado e depois, na análise pelo sistema de vídeo VAR, desmarcado pelo juiz, também causou revolta em algumas pessoas que consideraram a queda do jogador no lance uma encenação, fazendo-o ser chamado de "trapaceiro". No Brasil, o narrador Galvão Bueno chamou a atitude de Neymar de "gesto artístico".

E nesta segunda, 25, um bar do Rio de Janeiro chamado Sir Walter Pub lançou uma promoção: no próximo jogo do Brasil, nesta quarta, 27, contra a Sérvia, oferecerá uma rodada grátis de bebida a cada tombo de Neymar.

https://www.facebook.com/sirwalterpub/photos/a.152821725465641.1073741830.144869549594192/256366138444532/?type=3&theater

No domingo, 24, Éric Cantona, ex-jogador da seleção francesa e do Manchester United, que já havia ironizado o penteado de Neymar, fez um post no Instagram em que mandava uma mensagem indireta a Neymar.

Cantona publicou uma foto de Sócrates no Mundial de 1986 e escreveu: "Sem mais trapaças. Sem mais lágrimas de crocodilo. Sem mais narcisismo. Vamos amar o Brasil como nós costumávamos amá-los."

https://www.instagram.com/p/BkaqMAJDc0g/?utm_source=ig_embed

A imprensa inglesa também não tem poupado críticas a Neymar.

O jornal The Guardian escreveu que a partida da sexta-feira marcava um dia "agitado para o jogador mais caro do mundo, fonte de atritos constantes, que resmungou, gemeu e se jogava no chão constantemente, podendo ter sido expulso por uma combinação de desentendimentos e trapaça".

O The Sun chegou a postar vários memes que brincavam com as quedas e o choro do jogador.

https://twitter.com/suchitbabbar/status/1010138830240792576

Algumas jogadas de Neymar também renderam elogios nas redes sociais, não só críticas.

Foi o caso do drible "carretilha" que ele deu no costa-riquenho Yeltsen Tejeda.

O ex-zagueiro da seleção britânica Rio Ferdinand escreveu no Twitter que a Copa do Mundo era o lugar certo para aquele tipo de "atrevimento".

Choro de verdade?

O choro de Neymar no final da partida também gerou polêmica.

102175583gettyimages981231750-289ef4291eb82b5e1241d305b5b26f8a.jpg Neymar chora ao fim da partida / Getty Images

Não foi apenas Cantona que disse que a ação poderia ser "lágrimas de crocodilo", um choro fingido.

Um comentarista do canal inglês iTV, questionou, ao vivo, se aquelas seriam "lágrimas de crocodilo" ou de "alívio" e disse que com Neymar isso era algo que nunca se saberia.

O atleta, que passou por um longo processo de recuperação de uma fratura no pé para poder estar na Copa, usou seu Instagram para se defender.

"Nem todos sabem o que passei pra chegar até aqui, falar até papagaio fala, agora fazer… poucos fazem!! O choro é de alegria, de superação, de garra e vontade de vencer."

https://www.instagram.com/p/BkVQ23eAT8W/?utm_source=ig_embed

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo