Direto da Rússia: Novos ataques

Por Fernando Valeika de Barros, Especial para o Metro

Autor de dois gols contra a Tunísia, em Volgogrado, o atacante inglês Harry Kane sofreu. Não pelos zagueiros tunisianos, mas pelos insetos. “Eram tantos que tivemos de aplicar repelentes, antes do jogo começar e, também, na volta para o segundo tempo”, conta Kane. “Mas o pior é que não deu muito certo: quando cheguei ao vestiário tinha minha boca e meus olhos cheios de mosquitos”.   Segundo ele, o problema já tinha sido detectado nos treinos, mas piorou no dia da partida, mesmo com uma operação com helicópteros, que borrifaram inseticida sobre a arena.

Seguem os negócios

A bola está rolando a toda, na Rússia, mas os negócios não param nos clubes, que já estão montando seus elencos para a temporada que começa poucas semanas depois do fim do Mundial. Depois de algum suspense, o atacante francês Anthoine Griezmann decidiu dizer não à proposta do Real Madrid e ficar, até 2023, no Atlético, da mesma cidade. Há rumores – desmentidos, por enquanto – de que o Real estaria estudando uma troca com o PSG: Cristiano Ronaldo e mais dinheiro para contratar Neymar. O que é certo é que o PSG vai vender o argentino Javier Pastore, o primeiro de seus reforços desde a chegada dos cataris ao time. O meia deve ir para a Roma ou para o inglês West Ham.

Muito mal

Um grupo formado por pelo menos quatro brasileiros gravou um vídeo em que incentiva uma russa, que não entende português, a gritar frases sobre o seu órgão sexual. O vídeo viralizou nas redes sociais e gerou manifestações de repúdio em todo o país. Dois dos homens já foram identificados. Diplomatas da embaixada brasileira em Moscou relatam já ter recebido diversos pedidos para expulsar os quatro do país. Segundo eles, também não houve contato do governo russo com o Itamaraty sobre o episódio. Em nota, o Ministério das Relações Exteriores brasileiro disse apenas que “A imensa maioria dos torcedores brasileiros é pacífica e respeitosa.” Vale lembrar que a vítima não prestou queixa e que o país não possui lei que criminalize o assédio sexual.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo