Direto da Rússia: goleiro cineasta

Por Fernando Valeika de Barros, Especial para o Metro
Selo Copa 2018 Arte / Metro Jornal

Antes mesmo de defender a cobrança de um pênalti de Lionel Messi, Hannes Halldorsson, o goleiro da Islândia já era o cara, em seu país. Meio futebolista, meio diretor de filmes publicitários, foi ele quem produziu um anúncio da Coca-Cola para a Copa, o mais caro do ano, naquele país.

messi fica

Ausente da Copa depois de uma contusão muscular no final da preparação da seleção da Argentina, Carlitos Tévez deu uma longa entrevista ao jornal italiano “Corriere dela Sera”. Ele acredita que o Mundial da Rússia não será a despedida de Lionel Messi do time: “Ele tem muita gana para vencer um Mundial e irá até onde seu corpo aguentar em busca deste sonho”.

Griezmann bravinho

No final do jogo contra a Austrália ele fechou a cara ao ser substituído pelo técnico francês Didier Deschamps aos 25 minutos do segundo tempo. “Griezmann ficou mesmo um pouco zangado na hora”, disse o lateral Lucas Hernandez, um de seus melhores amigos no time francês. Para não deixar a crise crescer, o treinador já confirmou que não criará caso com as reclamações.

Hector, o gripado

Jonas Hector, o titular da lateral-esquerda da Alemanha, nem no banco ficou na estreia dos atuais campeões mundiais contra o México, em Moscou. Motivo: pegou uma gripe fortíssima. Curiosamente, há dois anos, durante a Euro, na França, o mesmo Hector foi poupado das quartas-de-final, contra a Itália, também por estar gripado.

tricolor amigo

Christian Cueva, o meia da seleção do Peru, saiu arrasado do campo, depois da derrota de sua equipe para a Dinamarca. Ele errou um pênalti no final do primeiro tempo. Consolado pelos companheiros, o meia também recebeu um afago do São Paulo através de sua conta oficial no Twitter. “O #PER teve infinitas chances de gol, mas tem dias que nada parece dar certo. A Copa nos mostrou mais cedo que os grandes também erram. Siga lutando!”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo