Cristiano Ronaldo aceita pagar 18,8 milhões de euros em acordo com fisco espanhol

Por Estadão Conteúdo

Na Rússia para defender Portugal a partir desta sexta-feira (15) na Copa do Mundo, na qual a sua seleção estreia às 15 horas (de Brasília) contra a Espanha, em Sochi, Cristiano Ronaldo aceitou pagar 18,8 milhões de euros (cerca de R$ 81 milhões) ao fisco espanhol para colocar fim a uma investigação após ser acusado de fraude fiscal na declaração do seus impostos no período entre 2011 e 2014.

Leia mais:
Fred treina e viaja, mas ainda não tem presença garantida no banco do Brasil
Mesmo preso, Lula será comentarista da Copa da Rússia

Por meio dos seus advogados, o atacante do Real Madrid havia enviado há algumas semanas uma proposta à Agência Tributária da Espanha, que fez uma contraproposta ao astro antes da definição deste grande montante a ser pago.

Ainda de caráter verbal entre as partes, este acordo também prevê a execução de uma pena de dois anos de prisão, mas o atacante não terá de ir para cadeia porque, pelas leis espanholas, condenações por este período de tempo ou menos para crimes desta natureza não precisam ser cumpridas em regime fechado.

Cristiano Ronaldo, porém, ainda tem esperança de que esta possível condenação à prisão também seja convertida em multa antes de a Justiça proferir a sentença. Prestes a ser confirmado pelas autoridades, o acordo do atleta com o fisco espanhol deverá encerrar um caso polêmico no qual ele foi acusado de fraudar 14,7 milhões de euros (cerca de R$ 63,3 milhões na cotação atual) na declaração de seus direitos de imagem nos exercícios fiscais de 2011 a 2014.

O fisco espanhol acusou o jogador de montar uma estrutura societária com empresas de fachada na Irlanda e nas Ilhas Virgens Britânicas para ocultar parte dos seus ganhos com direitos de imagem. E os dois anos de prisão em regime aberto a serem sentenciados pela Justiça são referentes a quatro delitos fiscais, que renderiam seis meses de pena para cada um deles.

A provável resolução deste problema na Justiça com as autoridades fiscais da Espanha acontece justamente após o fim de uma temporada europeia na qual Cristiano Ronaldo brilhou intensamente como grande nome do time na campanha do título da Liga dos Campeões conquistado pelo Real Madrid. Artilheiro da competição, o atacante ainda marcou um gol antológico de bicicleta em confronto com a Juventus, válido pelas quartas de final, em Turim, na Itália.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo