Técnico do Coritiba diz que políticos são assassinos

Por band.com.br

O técnico Eduardo Baptista, do Coritiba, disparou contra crise política do país depois da vitória sobre o Vila Nova, na sexta-feira, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Baptista se exaltou e até xingou os políticos de assassinos quando foi questionado sobre um possível adiamento da partida contra o Londrina, marcada para terça-feira, por causa da greve dos caminhoneiros.

“Essas pessoas (políticos) não são ladras, são assassinas. É PT, PSDB, PMDB, UDB, PTC, são todas as siglas. Em um momento desse, o jogo e o Campeonato Brasileiro ficam em segundo plano. O país vive uma incompetência ou uma falta de honestidade dos nossos políticos. Se eu tenho um minuto para falar, vamos falar disso. Vamos votar certo. Tirar essa cambada de corrupto e de pessoas desonestas, que matam tanta gente”, disparou.

“O país vive um caos. Hoje eu assisti o Marun [Carlos Marun, ministro da Secretaria de Governo] falando e dando risada, como se não acontecesse nada. Essa desonestidade deixa a gente muito triste. É uma indignação imensa. Se não tiver jogo, tudo bem. Vamos treinar e tentar resolver. O futebol é segundo plano”, completou o treinador.

Apesar do momento de tensão na coletiva, dentro de campo vai tudo bem, já que a vitória sobre o Vila Nova colocou o Coxa no G4 da Série B.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo