Santos confirma troca de Zeca por Eduardo Sasha com o Inter

Por Estadão Conteúdo

O presidente do Santos, José Carlos Peres, confirmou nesta quinta-feira a troca do lateral Zeca por Eduardo Sasha, que tem os direitos presos ao Internacional. Na entrevista coletiva convocada para comentar as acusações de casos de pedofilia na base do clube, o dirigente falou sobre a negociação e garantiu que ela teve um final feliz.

"Nós fechamos de vez a troca do Zeca com o Sasha, hoje", afirmou. A negociação vinha se desenrolando nas últimas semanas. De acordo com José Carlos Peres, o Santos vai manter 50% dos direitos econômicos de Zeca, assim como o Inter terá 50% dos direitos de Eduardo Sasha.

"A negociação foi benéfica para o Santos e para o Internacional. O Sasha já está jogando com a gente, tem correspondido. O Zeca é um grande jogador, foi campeão olímpico, teve uma indisposição com a gestão anterior e ficou meses sem jogar. Foi uma 'ginástica' para conseguir fechar esta negociação", comentou.

Zeca chegou a ficar perto de Flamengo e Corinthians, mas os clubes recuaram diante do imbróglio judicial e da promessa do Santos de que cobraria a multa rescisória do jogador. O lateral, então, retirou a ação na Justiça, o que facilitou o desfecho das conversas entre o clube paulista e o Inter.

Assim, Zeca voltará a atuar, após meses afastado pela disputa com o Santos. Por outro lado, o clube alvinegro vai manter o atacante Eduardo Sasha, que se encaixou bem no time e tem realizado boas exibições nesta temporada.

Esta, no entanto, foi a única negociação confirmada por José Carlos Peres. Questionado sobre a possibilidade de o Santos liberar o goleiro reserva Vladimir para o Vitória, por empréstimo, ele desconversou, mas admitiu a necessidade de diminuir o inchado elenco alvinegro.

"Sobre o Vladimir, fiquei sabendo por cima, nada oficial. Não vamos liberar jogador que o outro clube não pague pelo menos 50% dos vencimentos. Temos tentado emprestar, aliviar a folha, que é enorme. Não dá para ficar mandando embora jogador e ficar pagando o salário previsto no contrato", comentou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo