Roger diz que Palmeiras não vai 'administrar o resultado' contra o Corinthians

Por Estadão Conteúdo

O técnico Roger Machado, do Palmeiras, voltou a frisar nesta sexta-feira a importância de o time ter equilíbrio na final do Campeonato Paulista, domingo, contra o Corinthians. Em entrevista coletiva, o treinador afirmou que é preciso confiar na vantagem construída no jogo de ida, com a vitória por 1 a 0, mas alertou contra o risco de acomodação e descartou mandar o time a campo apenas com o intuito de administrar o resultado.

"Acredito que não deve se sentar em cima da vantagem porque vamos enfrentar um adversário que já provou em outros momentos que pode reverter adversidades. Ter a vantagem não vai mudar a nossa característica de jogo. Administrar o jogo, só quem sabe quando o árbitro levantar a placar de acréscimo no final", afirmou o comandante. O Palmeiras sairá campeão do Allianz Parque mesmo se empatar na partida que começa às 14 horas deste domingo.

O último título alviverde da competição estadual foi em 2008, ano em que Roger ainda era jogador e atuava pelo Fluminense. Nem por isso, porém, ele quer que o time se pressione para acabar com o jejum. "Temos o dever e a obrigação de ver que temos a vantagem. Não temos que considerar o duelo resolvido, nem ignorar a vantagem. Vencer por 1 a 0 fora de casa em uma final é significativo", avaliou.

Roger conquistou no ano passado o Campeonato Mineiro com o Atlético-MG e, com a experiência de quem trabalhou por anos no Grêmio, analisou que a final entre Palmeiras e Corinthians faz a decisão ser uma das mais importantes da sua carreira. "A rivalidade tem aumentado, esse dérbi fazia muito tempo que não se disputava em uma final de torneio e o otimismo do torcedor cresceu. O peso desse jogo aumentou. A nossa responsabilidade, também", afirmou.

O treinador não quis confirmar o time titular e diz que vai depender da situação física dos atletas para definir a formação titular. Se o jogo com o Alianza Lima, na terça-feira, pela Libertadores, gerou desgaste, Roger prefere considerar que ajudou. "Jogamos bem, isso dá confiança. A partida preveniu de certa forma de focar durante uma semana as atenções em um evento", explicou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo