Com gol irregular, Santos vence Estudiantes e lidera grupo na Libertadores

Por Marcelo Ruiz

Contando com uma ajuda da arbitragem, o Santos venceu a primeira fora de casa nesta Copa Libertadores e despontou na liderança do Grupo F. Na noite desta quinta-feira, o time comandado por Jair Ventura derrotou o Estudiantes por 1 a 0, com um gol irregular do impedido Arthur Gomes, ainda no primeiro tempo.

O atacante foi a opção de Jair Ventura para substituir o suspenso Gabriel Barbosa nesta noite. Mesmo sem brilhar, Arthur Gomes anotou o gol decisivo do confronto, aos 18 minutos, após bela jogada de Eduardo Sasha, em contra-ataque – Rodrygo completou o trio ofensivo do Santos.

O gol foi o suficiente para levar o time brasileiro ao triunfo porque o Estudiantes, apesar da pressão e do domínio em campo, esteve aquém do esperado. Contando com um caldeirão que não se confirmou no Estádio Centenário, a segunda "casa" do time, em Quilmes, a equipe argentina exibiu fraco poder ofensivo. E, quando levo perigo, parou nas boas defesas de Vanderlei.

Com o segundo triunfo nesta Libertadores, o Santos chegou aos seis pontos e subiu para o primeiro lugar do Grupo F, desbancando o próprio Estudiantes. Os argentinos somam quatro e agora figuram na segunda posição. O Real Garcilaso, do Peru, tem a mesma pontuação, mas ocupa o terceiro posto. E o Nacional, do Uruguai, tem apenas um, na quarta e última colocação da chave.

O JOGO – Em busca dos primeiros pontos como visitante nesta Libertadores, o Santos começou recuado enquanto o Estudiantes tentava encurralar o time brasileiro nos primeiros minutos do duelo. Aos 10, a estratégia argentina quase deu certo quando Melano acertou o pé da trave, assustando Vanderlei.

O goleiro santista precisou trabalhar no minuto seguinte, quando o zagueiro Schunke foi para o ataque e, com seu 1,91 metro de altura, cabeceou à queima-roupa. Vanderlei caiu no canto para fazer linda defesa.

O Estudiantes dominava, porém o Santos aproveitou um vacilo dos anfitriões e uma ajuda da arbitragem para abrir o placar em lance de contra-ataque. Foi aos 18, quando Sasha disparou pela direita, tabelou com Arthur Gomes, driblou o zagueiro e bateu na saída do goleiro Andújar. A bola acertou o pé da trave esquerda e, no rebote, Arthur completou para as redes, em posição de impedimento.

Em desvantagem, o time argentino voltou a pressionar o Santos. Mas limitava suas investidas a cruzamentos na área. Quando mudou a estratégia, levou perigo, aos 29, num lance de contra-ataque.

Já o Santos seguia recuado, apostando nos contragolpes. E quase foi para o intervalo com vantagem mais ampla no placar. Só não o fez porque, aos 43, Jean Mota desperdiçou chance incrível ao finalizar, quase da pequena área, para longe do gol.

Para o segundo tempo, os dois treinadores fizeram apostas invertidas. Jair Ventura sacou um atacante – Arthur Gomes – e colocou o meia Léo Cittadini em campo. Já Lucas Bernardi, técnico do Estudiantes, tirou o meia Giménez do jogo e deu chance ao atacante Pavone.

As mudanças não alteraram o panorama da partida. O Santos seguia recuado e o Estudiantes tentava levar perigo ao gol brasileiro. Porém, jogava mal e pouco trabalho dava à defesa santista. Numa das raras chances no segundo tempo, Vanderlei fez boa defesa em lance de Lattanzio, aos 14 minutos. O goleiro também precisou mostrar serviço aos 35 e aos 42, em lances perigosos dos argentinos.

Na metade final do segundo tempo, o Santos abdicou do ataque, sem conseguir articular novos contra-ataques. A inoperância do setor ofensivo deixou o Estudiantes ainda mais à vontade para impor pressão e cercar a área santista. Menos mal para o time brasileiro que Vanderlei estava em mais uma noite inspirada.

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima rodada do Grupo F Desta vez, o duelo será com mando do time brasileiro, no dia 24

FICHA TÉCNICA:

ESTUDIANTES 0 x 1 SANTOS

ESTUDIANTES – Mariano Andújar; Facundo Sánchez, Desábato, Jonathan Schunke e Gastón Campi; Ivan Gomez, Lucas Rodríguez, Giménez (Pavone) e Lattanzio (Cascini); Juan Otero e Lucas Melano. Técnico: Lucas Bernardi.

SANTOS – Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Renato (Gustavo Henrique) e Jean Mota; Arthur Gomes (Léo Cittadini), Eduardo Sasha e Rodrygo (Diogo Vitor). Técnico: Jair Ventura.

GOL – Arthur Gomes, aos 18 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Campi, David Braz, Vanderlei.

ÁRBITRO – Roddy Zambrano (Fifa/Equador).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Centenário, em Quilmes (Argentina).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo