Zé Ricardo pede apoio de vascaínos a Fabrício, que admite: 'amassei a bola'

Por www.band.com.br

Depois de o Vasco vencer o Fluminense por 3 a 2, na noite desta quinta-feira, no Maracanã, graças a um gol marcado nos acréscimos do segundo tempo, aos 49 minutos, o técnico Zé Ricardo exaltou a superação de seu time para buscar uma virada após estar perdendo o jogo por 2 a 1. E ele aproveitou a classificação à final do Campeonato Carioca para pedir apoio dos torcedores vascaínos ao lateral-esquerdo Fabrício, autor da bola na rede que garantiu o avanço à decisão contra o Botafogo.

"Hoje (quinta) temos que enaltecer muito o time. Não há como ignorar isso. Se a equipe não foi brilhante taticamente e tecnicamente, os jogadores conseguiram dar a volta por cima, se superar com muita voluntariedade e buscar o resultado. Para muitos parecia difícil, mas nós acreditamos até o final", ressaltou o comandante, em entrevista coletiva.

Já ao falar sobre o gol salvador de Fabrício, que também impediu a eliminação do Vasco pelo fato de que o Fluminense jogava por um empate para ir à final, o treinador mandou um recado aos torcedores que vinham vaiando o jogador no decorrer do clássico, no qual o lateral exibia uma atuação muito ruim antes de virar o herói cruzmaltino no fim.

"Eu peço para a nossa torcida ter paciência e apoiá-lo. Ele jogou poucos jogos no ano passado e demanda um tempo maior para entrar em forma", disse Zé Ricardo, para depois admitir que o primeiro gol marcado pelo Fluminense na partida abalou Fabrício – o jogador foi driblado com facilidade por Gilberto antes do cruzamento que resultou na finalização de Pedro para as redes, aos 38 minutos do primeiro tempo, quando a equipe tricolor empatou o duelo em 1 a 1.

"O gol do Fluminense o atrapalhou um pouco emocionalmente. Mas eu confio muito nele. Ele vai chegar no ponto técnico desejado", reforçou o comandante, que agora começará a preparar a sua equipe para encarar os botafoguenses neste domingo, às 16 horas, no Engenhão, no duelo de ida da final do Campeonato Carioca.

Entrevista sincera

Depois do jogo, Fabrício esbanjou sinceridade ao comentar sua atuação na partida. Em vez de responder os críticos ou mandar recados indiretos, o jogador preferiu admitir que não esteve vem, mas pediu para a torcida deixar os protestos para depois do apito final.

"Errei dois lances e a torcida pegou no pé. Posso jogar mal o jogo todo, mas enquanto o juiz não acabar, tem que incentivar o cara. Vaia depois. Amassei a bola, não joguei nada, mas joguei pelos meus companheiros e pude fazer o gol. Eu sei que eu estava mal no jogo, mas vontade, garra e determinação não podem faltar”, disse o lateral ao Sportv.

A partida de volta da decisão está marcada para o dia 8 de abril às 16 horas, no Maracanã, onde na outra semifinal da competição o Botafogo eliminou o Flamengo com uma vitória por 1 a 0 na noite da última quarta-feira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo