Dívida faz clube do interior paulista bloquear contas do Corinthians

Por Estadão Conteúdo

A Justiça de São Paulo bloqueou R$ 102 mil das contas do Corinthians em decorrência de uma dívida com o Monte Azul por causa da contratação do zagueiro Vinicius Del'Amore, ocorrida em janeiro do ano passado. O clube do interior do estado é utilizado pela Think Ball para o registro de atletas e a empresa administra a carreira do defensor, do meia Jadson e do lateral-direito Léo Príncipe.

Del'Amore apareceu com destaque na base do Corinthians, mas teve pouco espaço no time profissional. No ano passado, ele foi emprestado para o Fortaleza e atualmente defende o Londrina. O Corinthians admite a dívida e diz que tentou um acerto, mas não teve êxito.

"O Sport Club Corinthians Paulista tem se empenhado em sanar suas dívidas e vem regularizando progressivamente sua situação perante credores. No caso em questão, não houve possibilidade de obter acordo junto ao Atlético Monte Azul, de modo que o valor alegado como devido encontra-se transferido para conta judicial vinculada ao processo", diz a nota divulgada pela assessoria de imprensa do clube.

Segundo o Monte Azul, o Corinthians deveria ter pago o valor em cinco parcelas, mas não quitou a dívida. A Think Ball tem um relacionamento próximo com a diretoria corintiana. Além de Léo Príncipe e Jadson, a empresa conta também com alguns jogadores da base do clube e já teve outros que foram negociados no passado.

No ano passado, o Corinthians acertou a contratação de Fernando Yamada, ex-goleiro do clube, como diretor da base. Anteriormente, ele trabalhava na Think Ball e sua contratação foi bastante contestada na época.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo