Como o Brasil, sem Neymar, venceu a Rússia

Por band.com.br

O primeiro jogo do Brasil em território russo neste ano deu motivos para a torcida se empolgar. A Seleção venceu os anfitriões por 3 a 0 no estádio Luzhniki, que será o palco da decisão da Copa do Mundo no dia 15 de julho.

Pensando nos rivais que vai encontrar no Mundial, Tite estava preocupado em ver a sua equipe enfrentando um adversário com forte marcação no meio de campo. Na primeira etapa, o técnico viu seus comandos enfrentarem dificuldades para furar o bloqueio russo e abusarem dos cruzamentos.

A Rússia criou as principais chances de gol, mas pecava no último passe. Quando os donos da casa acertavam o gol, Alisson comprovou que está em grande fase e se portou como um verdadeiro paredão.

No intervalo, Tite mexeu na equipe. Paulinho, Willian e Douglas Costa se acharam em capo e facilitara a vida da Seleção, que abriu o placar aos 7 min do segundo tempo com Miranda. O zagueiro aproveitou o rebote da cabeçada de Thiago Silva e mandou para o fundo das redes.

Paulinho teve boas chances de gol, mas desperdiçou. No entanto, ele foi fundamental para o Brasil aumentar o placar. Primeiro, ele sofreu o pênalti que foi convertido por Philippe Coutinho e marcou o terceiro após belo cruzamento de Willian.

Na próxima terça-feira, dia 27, a Seleção Brasileira encara a Alemanha em amistoso em Berlim. A partida acontece às 16h45.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo