Quanto a Puma pagará para tirar o Palmeiras da Adidas

Por Estadão Conteúdo

O Palmeiras oficializou na tarde desta quinta-feira a parceria com a Puma como a nova fornecedora de material esportivo do clube. A empresa fechou contrato por três anos e passa a vestir o uniforme da equipe a partir de 2019, como substituta da Adidas, que deixa o time após 12 temporadas.

A empresa ganhou a concorrência da Topper por oferecer condições mais atrativas, como a comercialização em outros países e a participação maior em vendas de produtos oficiais. O clube espera com a nova parceria receber por ano cerca de R$ 22 milhões, graças ao novo modelo do acordo.

Em nota oficial, o Palmeiras cita o modelo inovador do negócio da Puma e a participação ativa na gestão como um dos atrativos para o desfecho. "Além de ser a união de duas marcas gigantes do futebol mundial, este acordo garante ao Palmeiras um projeto exclusivo, sendo o único time de futebol patrocinado pela empresa em território nacional, mantendo a projeção da nossa marca no cenário internacional", disse o presidente Maurício Galiotte.

Apesar do acordo, a Adidas continua a vestir normalmente a equipe até o fim da temporada. A empresa, inclusive, deve lançar em breve uma nova camisa, que será utilizada pelo time a partir do segundo semestre. A atual fornecedora também tentou renovar o contrato, porém, ofereceu condições abaixo do esperado.

"É um prazer anunciar uma parceria com o Palmeiras, um dos grandes clubes do País e do mundo. A Puma tem uma longa trajetória na história do futebol mundial e, por isso, acreditamos que essa união entre duas grandes marcas, em um projeto exclusivo, alcançará grandes resultados. Estamos extremamente satisfeitos e confiantes com a nossa parceria", disse o presidente da Puma do Brasil, Fabio Espejo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo