Após fazer história nas Olimpíadas de Inverno, patinadora Isadora Williams cai na final

Por Agência Estado

Após fazer história e conseguir chegar na final da patinação artística, a brasileira Isadora Williams, de 22 anos, ficou longe do pódio na modalidade nos Jogos de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul. Na sua apresentação pelo programa longo, ela sofreu uma queda e se desestabilizou em alguns movimentos, o que a colocou na 24º posição, a última na classificação geral.

Leia mais:
Surto de norovírus atinge atletas nas Olimpíadas de Inverno
Olimpíadas de Inverno: Isadora Williams obtém vaga inédita na final da patinação artística

A brasileira se apresentou ao som da música Nyah, do filme Missão Impossível 2 (2000). Sua performance no Programa Livre durou quase cinco minutos, em um repertório obrigatoriamente maior que o Programa Curto. Na segunda metade da apresentação já era possível ver o cansaço na atleta. Ela caiu no primeiro salto e depois que se levantou e retomou a coreografia não conseguiu se recuperar completamente.

Isadora estava no segundo grupo que se apresentou nesta quinta-feira, e foi a última a se apresentar. Ela disse que o tempo de espera a deixou muito nervosa. A brasileira obteve 88,44 pontos na última apresentação, que somados à sua nota do Programa Curto, deu um total de 144,18. Dias antes, na quarta-feira, ela teve um bom desempenho e seus 55,74 pontos a deixaram na 17ª posição.

"Estou feliz por ter qualificado o Brasil para o Programa Longo pela primeira vez em uma Olimpíada. Mas eu tinha mais expectativas porque gosto muito da minha apresentação", afirmou a brasileira. "Depois que errei o primeiro salto eu fiquei muito nervosa. Eu estava treinando muito bem e já realizei várias vezes o Programa Longo sem nenhum erro. Eu não sei porque não fiz o uma apresentação limpa", completou.

Como já se esperava, o ouro e a prata ficaram com as russas. A novata Alina Zagitova, de 15 anos, desbancou a favorita Evgenia Medvedeva, de 18, e conquistou o ouro com 238,57 pontos. Evgenia se apresentou ao som de uma música russa clássica, e conseguiu a prata, com 238,26. O terceiro lugar ficou com a canadense Kaetlyn Osmond, com 231,02. O ouro de Alina foi o primeiro da Rússia em Pyeongchang – o país compete nesta edição dos Jogos de Inverno sob uma bandeira neutra.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo