Em nota, Corinthians lamenta confusão e agressões na eleição presidencial

Por Da AE

O Corinthians se pronunciou oficialmente neste domingo sobre a confusão ocorrida na eleição para presidente do clube no sábado, que terminou com o novo presidente, Andrés Sanchez, encurralado no banheiro feminino e sem poder terminar o seu pronunciamento após ser eleito para presidir o clube pela segunda vez.

"O Sport Club Corinthians Paulista lamenta profundamente o episódio ocorrido após a apuração da eleição para Presidente e Conselheiros que aconteceu no sábado (03 de fevereiro de 2018)", diz um trecho do comunicado.

A confusão teve início quando Andrés começou a dar entrevista coletiva no ginásio onde ocorreu a eleição. Menos de 10 minutos depois, torcedores revoltados com o resultado começaram a xingar o dirigente e jogaram cerveja em direção ao novo presidente. Os seguranças do clube reagiram com empurrões.

Acuado, Andrés Sanchez tentou sair do ginásio, mas não teve sucesso, já que fecharam o caminho. Na confusão, ele chegou a tropeçar e quase caiu. Então, tentou sair para o outro lado e só restou se esconder no banheiro feminino.

Os seguranças fizeram um cordão de isolamento na porta do banheiro e ficaram cerca de 20 minutos. Com receio de uma invasão, chamaram a Polícia Militar. Do lado de fora do banheiro, muita discussão, empurrões e troca de acusações entre torcedores. Alguns diziam que Andrés enganou a torcida e outros afirmavam que ele não teria paz durante todo o mandato.

Os ânimos começaram a ser acalmados quando o presidente chegou no estacionamento. Depois de 30 minutos, Andrés deixou o local em um carro, mas precisou passar por mais apuros. O novo presidente do Corinthians saiu do Parque São Jorge deitado no banco de trás do veículo.

Segundo a nota, o jornalista Flávio Ortega, da ESPN Brasil, que foi agredido com um chute por um torcedor no estacionamento, recebeu ligação de Andrés Sanchez, que pediu desculpas ao repórter pelo ocorrido.

"O presidente Andrés Sanchez, que assumiu o cargo após a eleição, ligou pessoalmente ao repórter Flávio Ortega dos canais ESPN, se desculpando pelo fato e lamentando o ocorrido. Como o acontecimento foi público e com vasto material colhido pela imprensa, o Corinthians espera que os invasores sejam identificados e punidos pelas autoridades."

Andrés Sanchez foi eleito para o seu segundo mandato como presidente do Corinthians ao conquistar 1.235 votos. O segundo lugar ficou com Paulo Garcia, que teve 834 votos. Em seguida, vieram Antônio Roque Citadini (803), Felipe Ezabella (461) e Romeu Tuma Jr. (278). Antes, Andrés havia presidido o clube de 2007 a 2012. Para reassumir a presidência, o dirigente terá que abrir mão de terminar seu mandato de deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo