Com hora 'quebrada', GP do Brasil de F-1 será mais tarde em 2018

Por Estadão Conteúdo

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a Fórmula 1 anunciaram nesta quinta-feira alterações nos horários das provas do calendário do próximo campeonato, incluindo o do GP do Brasil. Neste ano, curiosamente, as provas não começarão em "horários quebrados".

Tradicionalmente, as provas da Fórmula 1 sempre tiveram as largadas ocorrendo em horas fechadas. Agora, porém, vão começar 10 minutos depois da "hora redonda". E a decisão, de acordo com os gestores da categoria, é para atender as transmissões pela TV, permitindo a exibição de uma cobertura maior antes do começo da prova. A corrida em Interlagos, por exemplo, vai ser disputada a partir das 15h10 de 11 de novembro.

"Algumas emissoras geralmente entram no ar precisamente na hora, perdendo a tensão e a emoção que caracterizam os minutos antes do início de cada GP. Graças a esta mudança, os telespectadores serão aproximados das equipes e dos pilotos e aproveitarão plenamente o espetáculo oferecido antes que as luzes vermelhas se apaguem", justificou a Fórmula 1.

A outra mudança envolve as provas disputadas na Europa e também a do Brasil. Nesse caso, uma pesquisa indicou que as corridas atraem mais audiência quando se iniciam mais tarde. Assim, as largadas foram postergadas em 1 hora e 10 minutos. Com isso, a maior parte dessas provas começarão às 15h10, no horário local – em relação ao horário de Brasília, os GPs na Europa passam das 9 horas para as 10h10.

A disputa da Copa do Mundo em junho e julho também afetou a programação de horários da Fórmula 1 em 2018. O GP da França, em 24 de junho, vai ser realizado a partir das 11h10 (horário de Brasília) não coincidir com a disputa do jogo entre Inglaterra e Panamá, que começará às 9 horas do mesmo dia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo