Sesc RJ encara o Fluminense no duelo carioca da Superliga Feminina

Por Metro Jornal

Continuando sua busca pelo topo da tabela de classificação da competição, o time comandado pelo técnico Bernardinho, o Sesc RJ visita o Fluminense nesta terça-feira, no ginásio do Hebraica, às 21h30, pela sexta rodada do returno da Superliga Feminina 17/18.

Nas últimas partidas contra o tricolor, o Sesc RJ levou a melhor, tanto na primeira fase da Superliga quanto na conquista do campeonato Carioca. Mesmo assim, as jogadoras esperam um jogo perigoso. Afinal, o Fluminense já complicou a vida de outros "favoritos" nesta temporada. O confronto terá transmissão ao vivo do canal Sportv.

“Estamos cada vez mais perto da reta final e sabemos da importância de fazer o maior número de pontos possível para nos classificarmos bem. Sabemos da dificuldade desse jogo. O Fluminense é um time de volume, que tem um fundo de quadra muito bom, difícil de derrubar a bola. Então, vai ser mais um jogo de paciência, em que a bola pode ficar muito tempo no ar. Elas têm atacantes de muita força, difíceis de marcar, com diagonal muito forte e as centrais têm uma bola muito acelerada. Temos que nos concentrar muito bem nosso bloqueio e entrar com mais agressividade no saque para tentar quebrar o passe delas. Também precisamos ter um bom volume de fundo para conseguir fazer subir os ataques delas”, analisou a levantadora e capitã Roberta.

Atual campeã da Superliga, a equipe do Sesc RJ conquistou o título por 12 vezes, vencendo as últimas cinco temporadas de forma consecutiva. Este ano a equipe do técnico Bernardinho já conquistou o Campeonato Carioca vencendo o Fluminense e a Supercopa, torneio que abriu a temporada nacional, com a vitória sobre o Camponesa/Minas por 3×2.

Pinheiros tenta a recuperação

Um pouco mais cedo, às 19h30, o Pinheiros busca recuperação na competição diante do Hinode Barueri. O retorno ao Ginásio Henrique Villaboim é recurso considerado fundamental por comissão técnica e jogadoras.

Após dois jogos fora de casa, em que o Pinheiros conseguiu somar um ponto contra o líder invicto Dentil Praia, o técnico Paulo de Tarso avalia o peso da partida “Barueri é um adversário direto. Terminou o primeiro turno apenas um ponto à nossa frente e agora o time deles vem reforçado. Precisamos aproveitar o jogo em nosso ginásio para tentarmos somar os três pontos”.

O treinador do Pinheiros está ciente de que todos os adversários da Superliga vêm atuando em nível elevado, mas projeta ascensão na tabela, justamente para evitar confronto com favoritos logo nas quartas de final. “Se ganharmos vamos adquirir força para os próximos jogos e quem sabe desviarmos do Praia ou do Sesi, por exemplo. O Pinheiros vem de três partidas muito fortes (Nestlé, Praia e Sesi-RJ) e esperamos que o nosso ritmo também seja forte contra eles (Barueri)”, afirma Paulinho.

Na última partida em casa, há 20 dias o Pinheiros perdeu no tie break para o Vôlei Nestlé, uma das potencias da Superliga. A capitã Vanessa revela que está ainda mais motivada com a volta do time ao Henrique Villaboim. “Jogar em casa entusiasma todas nós jogadoras. É muito bom ver a torcida novamente depois de uma sequência de jogos fora”.

A ponteira do Pinheiros enfatiza ainda, que o objetivo é brigar por pontos onde quer que o time jogue. “Retornamos a São Paulo no sábado, já treinamos no domingo e também nesta segunda-feira. Tiramos ponto do Praia e do Nestlé e vamos continuar em busca dos pontos necessários”, assegura otimista, a catarinense Vanessa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo