Conversei com Neymar sobre os problemas no PSG, diz Tite

Por band.com.br

Faltando seis meses para o início da Copa do Mundo na Rússia, a pressão pela chegada do hexacampeonato pela Seleção Brasileira, começou. No entanto, Tite tirou de letra. Não prometeu o caneco, mas ver um time aguerrido em campo. “Se vai ganhar eu não sei, mas que vai jogar muito vai!”, prometeu em entrevista exclusiva a José Luiz Datena, no programa ‘90 Minutos’, da Rádio Bandeirantes.

Gabriel Jesus

Gabriel Jesus Stu Forster/Getty Images

“Quando deu a lesão no Gabriel fiquei muito preocupado. Como tinha acabo de acontecer e não tinha informação defintiva, ficava andando de um lado pra outro. Fui buscar um café na cozinha. Quando minha mulher olhou meu semblante, disse que o Gabriel machucou. Acompanhei as informações em tempo real. Mas só fiquei mais tranquilo quando o Fabio Masreradjan, o Rodrigo Lasmar, ligaram para o Manchester City e conversaram com os médicos, que não era o cruzado anterior, pois o tempo de recuperação poderia ser de mais de seis meses e retiraria dele a melhor condição. Como foi ligamento, colateral medial, vai ter tempo de recuperação. Isso me deixou mais aliviado. Fica agora a expectativa no processo de retomada, dele. Que ele volte normal no mesmo padrão, nos termos técnicos, que volte a jogar no mesmo nível que estava antes”

Grupo aberto

Neymar John Sibley/Reuters

“Eu te confesso. O que mais afligido como ser humano é ser justo na convocação. Nós da comissão técnica estamos acompanhando os atletas e sempre disso: jogando em alto nível nas suas equipes, vai te credenciar na Seleção a ter uma chance de ir pra Copa. Tem que ter profissionalismo na plenitude. Entramos em contato com técnico, preparador físico. Na semana passada,o Fabio e o Matheus foram ao Palmeiras e ao São Paulo acompanhar os treinos. Temos grandes jogadores como por exemplo na lateral com Marcelo, Alecsandro e Felipe Luis. Três laterais com excelente qualidade técnica, e de repente alguém vai sobrar, pois serão sete jogos específicos. Em algum momento o lado mérito vai ser deixado de lado como aconteceu no Corinthians em 2012.O Jorge Henrique foi titular contra o Chelsea no Mundial, Individualmente não merecia, pois o Danilo e Romarinho estavam melhores, ele vinha de um ato de indisciplina recente. Chamei atenção dele, na frente do grupo, e daí ele foi colocado”.

Paulinho

Paulinho Paulinho vem se destacando no Barcelona / Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images

“Trabalhei bastante tempo com o atleta e tenho essa relação de confiança, de dar dura, incentivar. Isso fica mais aflorado. Só tem um detalhe. Ele só retornou pelo trabalho. Faço questão de colocar que não é questão apenas de gratidão. Se fosse assim teria que trazer o Elias, que em 2015 estava jogando muito e bonito no Corinthians. Depois teve contusões e transferência mal sucedida. Paulinho antes de ir ao Mundial (2012 pelo Corinthians), teve possibilidade de sair. Inclusive tinha passagem pronta pra sair. Chamei ele na minha sala, Pauçlinho faça o que for melhor, te sentir feliz. Se ficar aqui tem uma equipe organizada, pras tuas ambições, seleção, vai te ajudar mais. Não sei se foi, isso, mas ele ficou, permaneceu mais um ano e foi campeão mundial, Saiu mais maduro. Fez uma grande campanha na Seleção em 2013, campeão da Copa das Confederações; Fez gol contra o Uruguai e foi decisivo, na semifinal”

Phillippe Coutinho

Philippe Coutinho - Barcelona Coutinho foi apresentado pelo vice-presidente do clube, Jordi Mestre / Albert Gea/Reuters

“Quando começou jogo, ele pelo lado direito, eu comentei com o Miro meu irmão, que beleza, pois está jogando na mesma posição, função que joga na Seleção, exatamente a mesma, com liberdade criativa. Coutinho vai ter irregularidade no Barcelona até encontrar um padrão. Isso é normal nessa adaptação. Tem grande talento e requer um certo tempo. Na Seleção tem uma harmonia maior, fez gol e grande partida contra Argentina, jogando de lado”

Problema de Neymar no PSG

neymar Neymar estaria arrependido de trocar o Barcelona pelo clube francês / REUTERS/Jean-Paul Pelissier

“Falei com ele, que entendia o momento de transferência para o PSG. Quando muda de lugar, a situação acontece é natural a identificação com o atleta. Era importante que ele ficasse feliz e aconteceu isso. Acompanhei o episódio recente, que o cara faz quatro gols, tem uma das maiores atuações da história, dá duas assistências, e seu clube joga muito e aconteceu aquele episódio do pênalti, ele foi vaiado, e alguma coisa estava errada. Ele ficou chateado. Mas essa história de bater pênalti é uma atribuição mandada pelo técnico. É a responsabilidade de quem escala. Faltou esclarecimento maior ao público. Ele falou no vestiário, mas torcedor precisa saber quem bate. Ele não foi egoísta, não queria trazer holofote. Não vai ser um pênalti batido que vai decretar que seja campeão do mundo, ou melhor do mundo. Depois do jogo que fez não fugiu da responsabilidade”.

Melhor do mundo

“O Neymar é top 3, com Messi e Cristiano Ronaldo. Como tem idades diferente, vai ter outros jogadores de outra geração. Tem uma qualidade técnica impressionante”.

PSG x Real Madrid

“O aspecto mental é determinante quando se pega o Real nos dois últimos títulos, com lastro de grandes atuações. Me parece, que não começou bem o Campeonato Espanhol, mas mentalmente sabe que a Liga dos Campeões é o campeonato mais importante. Esse lado mental, da mobilização traz desafio para grandes competições, às vezes inconscientemente, tem um apelo mais popular, da mídia”.

Presidente da CBF na mira

Marco Polo Del Nero Ex-presidente da CBF Marco Polo Del Nero / Alex Ferreira/ Câmara dos Deputados

“Esse episódio não vai interferir no trabalho da Seleção. Foi me dado autonomia quando fui contratado. É uma situação a parte. Esse julgamento (de corrupção envolvendo o presidente Marco Polo Del Nero) não interfere”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo