Em jogo eletrizante, Flamengo vence Portuguesa e está na final da Copa São Paulo

Por Estadão Conteúdo

O Flamengo segue vivo na busca pelo tetracampeonato da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na tarde desta segunda-feira, diante de um bom público no estádio do Canindé, o time carioca venceu a Portuguesa por 3 a 2, na semifinal, e garantiu uma das vagas na grande decisão, na próxima quinta-feira no Pacaembu.

Ainda invicto – sete vitórias e um empate -, o Flamengo vai enfrentar quem passar de Internacional e São Paulo, que jogam na noite desta segunda, na Arena Barueri. Um fato curioso é que o time carioca foi campeão todas as vezes que chegou na decisão da Copinha. A time da Portuguesa, que tinha eliminado na fase anterior o favorito Palmeiras, perdeu pela primeira vez e foi muito aplaudido pelo grande número de torcedores da Lusa.

A partida começou bastante movimentada no Canindé. Logo aos oito minutos, Cesinha recebeu pelo lado esquerdo e cruzou para dentro da área. David desviou e Yago Darub ainda tocou na bola antes de ela entrar.

O time carioca, porém, foi atrás do empate e ele veio aos 12 minutos. Luiz Henrique cobrou falta e Vitor Gabriel cabeceou no cantinho. A Portuguesa quase voltou a ficar na frente, mas Yago defendeu o chute de Cesinha.

O Flamengo conseguiu a virada aos 36 minutos. Vitor Gabriel recebeu na linha de fundo e tocou para trás. Luiz Henrique chegou batendo de primeira e mandou no ângulo de Matheus. Na sequência, Vitor Gabriel roubou a bola de Gegê dentro da área e chutou forte para defesa do goleiro da Portuguesa.

Na volta do intervalo, Bill chutou forte e só não ampliou para o Flamengo porque a bola explodiu na trave. Mas isso viria a acontecer aos 15 minutos. Luiz Henrique cobrou escanteio e Vitor Gabriel cabeceou para o fundo do gol. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar. O atacante da equipe carioca ainda marcou seu terceiro, mas foi anulado pela arbitragem.

A Portuguesa diminuiu aos 34 minutos. Pernambuco aproveitou cruzamento e cabeceou sem chances para Yago Darub. Em busca do empate, o time paulista se lançou ao ataque. Aos 43, o empate da Lusa só não saiu porque o goleiro do Flamengo fez grande defesa em chute à queima-roupa de Pernambuco.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo