Chapecoense é indicada em duas categorias do Prêmio Laureus

Por Estadão Conteúdo

A história de superação da Chapecoense em 2017 gerou duas indicações ao clube no prêmio Laureus, considerado o "Oscar" do esporte. O time catarinense foi indicado nas categorias de "Retorno do ano" e "Melhor momento do ano no esporte". A votação é aberta ao público e pode ser feita através deste site https://mylaureus.com/.

A organização do prêmio destacou principalmente as lutas de Alan Ruschel, Neto e Jakson Follmann para prosseguirem suas vidas após o acidente aéreo que matou 71 pessoas no dia 29 de novembro de 2016 na Colômbia. Ruschel já retornou ao futebol e participou da campanha da Chapecoense no Campeonato Brasileiro que levou o time à Copa Libertadores.

Neto se prepara para retornar aos gramados este ano, enquanto Alan Ruschel, que teve uma perna amputada no acidente, se casou e pensa em voltar ao esporte como atleta paralímpico. Um amistoso com o Barcelona, com ovações aos três, chamou a atenção dos organizadores do Laureus.

A Chapecoense concorre com o suíço Roger Federer, que superou lesão no joelho para vencer dois Grand Slams; com o norte-americano Justin Gatlin, que superou duas suspensões com doping para ser campeão mundial dos 100m rasos; com a australiana Sally Pearson, que passou por diversas lesões e foi campeã mundial dos 100m rasos; com o italiano Valentino Rossi, que sofreu fraturas em acidente de moto mas retornou às pistas e com o Barcelona, pela virada por 6 a 1 em cima do Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões.

Na categoria de "Melhor momento do ano no esporte", a concorrência também é forte. A Chapecoense disputa com a volta às pistas de Billy Whiz, piloto britânico da Fórmula 4 que perdeu as duas pernas; com a luta contra o câncer do pequeno Bradley Lowery, torcedor de seis anos do Sunderland; com o gesto dos atletas da universidade de Iowa de acenar para as crianças de um hospital ao lado do campo de futebol americano e com o encontro entre o pequeno Thomas Danel, fã da Ferrari, e o piloto Kimi Raikkonen.

Outros grandes nomes do esporte foram indicados em diversas categorias, como o britânico Lewis Hamilton e a norte-americana Serena Williams. Os vencedores do prêmio serão anunciados em 27 de fevereiro, em Mônaco, e a votação online se encerrará um dia antes.

Confira abaixo a lista de todos os indicados ao prêmio:

Melhor atleta homem do ano: Mo Farah (Atletismo), Roger Federer (Tênis), Chris Froome (Ciclismo), Lewis Hamilton (Automobilismo), Rafael Nadal (Tênis), Cristiano Ronaldo (Futebol);

Melhor atleta mulher do ano: Allyson Felix (Atletismo), Katie Ledecky (Natação), Garbiñe Muguruza (Tênis), Caster Semenya (Atletismo), Mikaela Shiffrin (Esqui), Serena Williams (Tênis);

Time do ano: Equipe francesa na Copa Davis (Tênis), Golden State Warriors (Basquete), Mercedes (Automobilismo), equipe da Nova Zelândia na Copa América (Vela), New England Patriots (Futebol Americano) e Real Madrid (Futebol);

Estreante do ano: Giannis Antetokounmpo (Basquete), Caeleb Dressel (Natação), Sergio Garcia (Golfe), Anthony Joshua (Boxe), Kylian Mbappe (Futebol), Jelena Ostapenko (Tênis);

Personalidade do ano entre atletas paralímpicos: Marcel Hug (Atletismo), Yui Kamiji (Tênis em cadeira de rodas), Oksana Masters (Esqui cross-country), Bibian Mentel-Spee (Snowboard), Jetze Plat (Triatlo e atletismo) e Markus Rehm (Atletismo);

Personalidade do ano entre atletas de ação: John John Florence (Surfe), Anna Gasser (Snowboard), Nyjah Huston (Skate), Armel Le Cléac'h (Vela), Mark McMorris (Snowboard), Tyler Wright (Surfe);

Melhor retorno do ano: Barcelona, Roger Federer, Justin Gatlin, Sally Pearson, Valentino Rossi e Chapecoense;

Melhor momento no esporte: "a volta de Billy Whizz", "a luta de Bradley Lowery", "os eternos campeões da Chapecoense", "o aceno às crianças" e "quando as lágrimas de Thomas Danel se tornaram sorrisos".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo