Palmeiras fecha venda de Mina ao Barcelona por cerca de R$ 46 milhões

Por Estadão Conteúdo

O Palmeiras efetivou nesta segunda-feira a venda do zagueiro Yerry Mina ao Barcelona, da Espanha, por cerca de R$ 45,6 milhões (11,8 milhões de euros). Dono de 80% dos direitos econômicos do defensor, o clube alviverde ficará com cerca de 10 milhões de euros (R$ 38,6 milhões) e o restante irá para o Santa Fé, da Colômbia, equipe que revelou o defensor.

Da quantia a ser recebida pelo Palmeiras, cerca de R$ 12 milhões irão para o ex-presidente do clube, Paulo Nobre, o responsável por bancar a vinda de Mina em 2016. O dirigente investiu esse valor na época e o receberá de volta com a correção monetária. Portanto, o clube alviverde deve embolsar cerca de R$ 26 milhões pela negociação.

O Barcelona já tinha um acordo assinado em 2016 de preferência de compra por Mina para depois da Copa do Mundo da Rússia por R$ 35 milhões. Porém, o clube catalão preferiu antecipar a contratação e renegociar toda a operação em janeiro para solucionar um problema de opções para a defesa. Ao saber do interesse, o Palmeiras comunicou o zagueiro, que manifestou à diretoria na última semana o interesse de ser negociado.

Mina se reapresentou ao clube com três dias a mais de férias que os demais jogadores. Desde então, o zagueiro foi poupado dos treinos e ficou no aguardo para que as duas diretorias se acertassem sobre a transferência. A pendência final era o Barcelona subir os valores ofertados, como havia pedido o Palmeiras para que pudesse liberar o jogador nesta janela de contratações de janeiro.

Pelo Palmeiras, o colombiano disputou 49 partidas e fez nove gols. Ele foi campeão brasileiro 2016 e se destacou na campanha daquele ano com gols em clássicos sobre os três rivais do futebol paulista. Em 2017, as atuações dele foram prejudicadas por uma fratura no pé sofrida durante jogo da Libertadores.

O zagueiro será o primeiro colombiano a atuar no elenco profissional do Barcelona. Natural de Guachené, cidade nos arredores de Cali, Mina tem 23 anos e deve disputar a próxima Copa pela seleção do seu país.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo