Titulares de Tite, Neymar e Coutinho formam dupla mais cara da história

Por Ansa

O Barcelona apresentou nesta segunda-feira (8) o brasileiro Philippe Coutinho, na segunda transação mais cara da história do futebol. Fechada com o Liverpool em 160 milhões de euros (R$ 622 milhões), ela deve cair para a terceira colocação ao fim da temporada, quando o Paris Saint-Germain (PSG) pagar os 180 milhões de euros para o Monaco pela efetivação da compra de Mbappé.

Mas, até o momento, só Neymar supera o amigo de infância – com uma negociação de 222 milhões de euros (R$ 821 milhões). De qualquer maneira, o ataque da seleção brasileira vale agora pouco mais de R$ 1,44 bilhão de euros, nas duas maiores vendas da história.

Amigos há cerca de 10 anos, Neymar e Coutinho se conheceram nas seleções de base do Brasil, mais precisamente em 2008, com a seleção sub-16. Nascidos em 1992, os dois agora são a esperança do Brasil na Copa do Mundo, que será disputada em julho deste ano.

No entanto, o novo reforço do Barcelona descartou comparações com o astro do clube catalão.

"Sou amigo do Neymar desde pequeno, jogamos juntos na seleção. O Messi é um grande jogador e estou contente de ter a chance de jogar ao seu lado. Mas, sou um jogador diferente do Neymar, temos características diferentes e vim buscar meu espaço", afirmou durante a coletiva no Camp Nou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo