Família de Michael Schumacher gastou mais de R$ 110 milhões com tratamento após acidente

Por Ansa

Desde que sofreu um grave acidente de esqui na França há quatro anos, pouco se sabe sobre o tratamento de Michael Schumacher. Mas, de acordo com o jornal espanhol "As", os gastos da família do ex-piloto alemão com cuidados médicos chegaram a mais de 28 milhões de euros (cerca de R$ 110 milhões).

Leia mais:
Quatro anos após acidente, saúde de Schumacher ainda é um mistério
Filho de Michael Schumacher pilotará Bennetton do 1º título do pai

Segundo a publicação divulgada nesta terça-feira (2), o heptacampeão de Fórmula 1 recebe tratamento em casa, com isso, a família Schumacher precisa gastar 140 mil euros (cerca de R$ 549 mil) por semana com toda a estrutura médica necessária.

O ex-piloto recebeu alta do hospital em setembro de 2014 e desde então vem sendo tratado sob muito segredo na residência da família Schumacher. Até hoje, nenhuma imagem do alemão após o acidente foi divulgada.

Em dezembro de 2013, enquanto Schumacher curtia suas férias nos Alpes suíços, a vida do ex-piloto mudou ao colidir com uma rocha em uma volta de esqui. O alemão ficou seis meses em coma e seu verdadeiro estado de saúde ainda é um grande mistério.

Os supostos 28 milhões de euros gastos nestes quatro anos com Schumacher, representam 3% da fortuna do heptacampeão de F1. Segundo a revista "Forbes", o ex-piloto ganhou 840 milhões de euros (cerca de R$ 3,3 bilhões) em toda a carreira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo