Suspensão de Bruno Henrique por cinco jogos desfalca Santos na Libertadores

Por Estadão Conteúdo

O Santos terá um desfalque de peso no seu setor ofensivo nas cinco primeiras partidas na fase de grupos da edição de 2018 da Copa Libertadores. A Conmebol anunciou, através de comunicado publicado no seu site oficial, que o atacante Bruno Henrique foi suspenso por cinco jogos pelo seu tribunal disciplinar.

Além de impedir a participação de Bruno Henrique nesses compromissos, a Conmebol também impôs uma multa de US$ 7 mil (aproximadamente R$ 23 mil) ao jogador, valor que a entidade vai descontar da quantia que o clube tem a direito a receber por sua participação e pelos direitos de transmissão da Libertadores.

Leia mais:
Ex-melhor do mundo no futebol George Weah vence eleição presidencial da Libéria
São Paulo anuncia Ricardo Rocha como novo coordenador de futebol

Bruno Henrique foi expulso no último jogo do Santos na competição em 2017, na derrota por 1 a 0 para o Barcelona de Guayaquil, na Vila Belmiro, pelas quartas de final. Naquela oportunidade, ele deu uma cusparada em um adversário, cena flagrada pela arbitragem, que aplicou o cartão vermelho.

O Santos pode apresentar um recurso contra a decisão na Câmara de Apelações de Conmebol, tendo que desembolsar US$ 1 mil (R$ 3,3 mil) para pedir um novo julgamento para o seu jogador.

Sorteado para o Grupo 6 da Libertadores, o Santos terá o Real Garcilaso, do Peru, o Estudiantes, da Argentina, e um time ainda a ser definido, que virá das fases preliminares – Chapecoense, Nacional do Uruguai, Banfield, da Argentina ou Independiente Del Valle, do Equador. Caso a pena imposta a Bruno Henrique seja mantida, ele só poderá defender o time na rodada final da chave, no duelo em casa contra o Real Garcilaso, em 24 de maio.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo