Jorge Sampaoli se desculpa após ofender policial

Por Estadão Conteúdo

O técnico da seleção da Argentina, Jorge Sampaoli, emitiu um comunicado nesta terça-feira para se desculpar publicamente depois de se envolver em uma confusão com policiais. Em texto publicado no site da Associação de Futebol Argentino (AFA, na sigla em espanhol), ele se declarou totalmente arrependido e reconheceu que deu um "mau exemplo".

Na madrugada do último dia 24, o treinador voltava do casamento de sua filha no município de Casilda quando o seu carro – que levava sete pessoas – foi parado por uma blitz policial.

Jorge Sampaoli, a princípio, se recusou a sair do carro. Depois, aparentemente embriagado, discutiu com um dos policiais e o chamou de "boludo" (idiota), além de dizer com desdém que ele recebia apenas 100 pesos de salário mensal.

A divulgação do vídeo com as ofensas causou forte comoção na Argentina e muitos passaram a pedir a demissão do treinador. Jorge Sampaoli, então, veio a público nesta terça-feira para se desculpar pelo ocorrido.

"Me sinto totalmente arrependido pelo ocorrido na madrugada de 24 de dezembro, na saída do casamento de minha filha em Casilda", escreveu o treinador. "A raiva, em uma discussão onde eu não tinha a razão, me fez dizer palavras que não representam em absoluto nem minhas convicções e nem minhas crenças. Entendo que os controles na Argentina são muito importantes para a segurança de todos. O respeito a eles salva vidas".

Jorge Sampaoli também reiterou o pedido de desculpas ao policial e afirmou que o salário não define a dignidade de ninguém. "Quero pedir desculpas especiais ao oficial que agredi verbalmente. Farei isso individualmente, assim como o fiz com a municipalidade de Casilda", acrescentou, antes de completar.

"Sob nenhum ponto de vista eu entendo que a pessoa é o que ganha O salário não representa as qualidades e nem o valor de nenhum ser humano. Assim como o que disse não se encontra em meus valores, mas pedir desculpas sim. Assim, peço perdão à sociedade por este mau exemplo", finalizou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo