São Paulo já admite perder Lucas Pratto

Por Band.com.br
Ricardo Moreira /Fotoarena/Folhapress
São Paulo já admite perder Lucas Pratto

Antes tratado como inegociável, Lucas Pratto pode deixar o São Paulo. E o próprio Tricolor já admite a possibilidade. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, ainda que publicamente descarte a saída do jogador, disse em recente reunião no Conselho Deliberativo do clube que não vai segurar atletas que queiram deixar o Morumbi. E citou o caso de Pratto.

Segundo Leco, o argentino sente muita saudade da filha, de 7 anos, que mora em Buenos Aires. E uma forma de ficar perto da menina é se transferir para o River Plate. As informações são do jornalista Jorge Nicola, da Rádio Bandeirantes.

O gigante argentino tem interesse firme em Pratto, e cogita estuda fazer uma proposta de aproximadamente R$ 33 milhões por 100% dos direitos econômicos do atacante. Anteriormente, quem desejava levar o jogador era o Cruzeiro, em sondagem controversa por parte da Raposa, o que motivou ameaças de protestos na Fifa.

Em janeiro, o São Paulo pagou R$ 20 milhões por 50% do atacante. Outros 45% são do Atlético-MG, e os 5% restantes são de empresários. Na temporada, Pratto atuou em 48 partidas, tendo marcado 14 gols.

Fala, Pratto

Em recente entrevista ao TNT Sports, da Argentina, Pratto sinalizou com a possibilidade de sair.

"Se o São Paulo estiver aberto a negociar, eu também colocarei as coisas na balança. E aí verei o que é melhor para mim. Se o River quer negociar, precisará chamar o São Paulo e negociar. Eu respeito muito o clube (São Paulo), não posso dizer que quero ir, mas me seduz o fato de o River querer me contratar. É uma questão entre os clubes. O que sei é aquilo que ouço da mídia”, declarou.

No entanto, na última terça-feira, o empresário de Pratto, Gustavo Goñi, garantiu que não havia sido procurado.

“Não há nenhuma proposta, nem formal, nem informal. Na imprensa argentina fala do interesse do Pratto, mas nenhum dirigente se manifestou. Não há nenhuma negociação. Oficialmente não há nenhuma”, disse Goñi em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo