Ricardo Oliveira dá adeus ao Santos

Por Estadão Conteúdo
Ivan Storti/Santos FC
Ricardo Oliveira dá adeus ao Santos

Depois de não entrar em acordo com o Santos para renovação de seu contrato, Ricardo Oliveira confirmou na noite desta quarta-feira que está deixando o clube. O atacante, que tem compromisso com o clube por vencer no final deste mês, usou as redes sociais para anunciar que encerrou a sua segunda passagem pelo time e, ao mesmo tempo, para garantir que estava lutando pela sua continuidade na Vila Belmiro.

"Estou aqui para que todos saibam que meu ciclo no Santos se encerra este ano. Sempre foi minha prioridade permanecer, mas não foi possível", escreveu o jogador de 37 anos em sua página no Instagram, na qual não revelou em qual time irá atuar, mas enfatizou: "Tenho que pensar na minha carreira, no meu futuro e na minha família".

O novo vice-presidente do Santos, Orlando Rollo, disse nesta quarta-feira possuir informações de que o atleta já tem acordo encaminhado para reforçar o Atlético-MG em 2018. "Em breve espero poder resolver a minha nova casa para poder dividir com todos", disse Ricardo Oliveira no final da publicação que fez nesta noite.

Antes disso, ele exaltou os números de suas passagens pelo clube, que fez questão de enfatizar que considera "vitoriosas". A primeira delas foi em 2003, após deixar a Portuguesa, e naquele mesmo ano o atacante foi contratado pelo Valencia, da Espanha.

"Foram 173 jogos, 92 gols (no total). 141 partidas neste retorno e 71 gols", ressaltou o atacante, que depois completou: "Conquistamos vitórias, títulos e, mais que isso, uma família. O Santos é o clube pelo qual mais atuei e mais marquei gols… E, sempre juntos, colocamos o Peixe na briga entre os melhores do Brasil nas duas passagens".

Ricardo Oliveira também mostrou gratidão ao Santos por ter apostado em seu futebol também em 2015, quando foi contratado já como um veterano, antes de justificar o investimento com muitos gols. "Gostaria de agradecer a todos que fizeram parte desse meu segundo ciclo no clube. Jogadores, funcionários, torcida… Espero ter retribuído dentro e fora do campo um pouco desse carinho. Agradeço imensamente o incondicional apoio que vocês sempre tiveram comigo. Obrigado!", escreveu.

A permanência de Ricardo Oliveira no Santos emperrou por causa de um entrave entre as partes. Ele desejava firmar um compromisso de pelo menos dois anos com o time para permanecer, mas o novo presidente santista, José Carlos Peres, deixou claro, na noite da última segunda-feira, que não aceitaria um acordo com este período de duração para manter o goleador na Vila Belmiro, pois considerava o mesmo inviável pelo fato de o atleta ser considerado um atacante com um custo caro para quem já está com 37 anos.

Modesto Roma Júnior, que fica na presidência santista até o final deste ano após ter sido derrotado por Peres em eleição neste mês, chegou a fazer uma proposta de renovação em um contrato de dois anos, mas o valor financeiro oferecido não agradou e, por isso, a negociação também não andou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo